(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vistoria revela grande quantidade de medicamentos fora de validade

Geral Comentários 26 de janeiro de 2017

Levantamento ainda não foi feito para apontar o prejuízo financeiro. Prefeitura tem desafio de normalizar o estoque


Na última terça-feira, 24, o Prefeito Roberto Naves (PTB), acompanhado pela secretária municipal de Saúde, Luzia Cordeiro e de vários outros auxiliares e vereadores, fez uma vistoria à Central de Medicamentos, após a polêmica sobre grande quantidade de remédios com prazos de validade vencidos depositados no local.
Na inspeção, descobriu-se que alguns medicamentos eram datados, até, de 2013. Entre o material fora do prazo de vencimento, foram encontrados antibióticos diversos; anticoncepcionais; analgésicos, abaixador lingual e; até; água para autoclave. Também, foi encontrada uma grande quantidade de medicamentos já com prazo de validade próximo de vencer.
A Prefeitura, ainda, não tem um levantamento em relação ao que foi perdido e o prejuízo decorrente. Quanto aos medicamentos que estão próximos de vencer, o Prefeito Roberto Naves adiantou que, em princípio, pode ser feito um sistema de permuta com outros municípios.
Para evitar que o fato persista, Roberto Naves informou que o caminho é a informatização do depósito e dispensação dos medicamentos. Para isso, deve ser implantado, no Município, o programa “Horus”, desenvolvido pelo Ministério da Saúde. O mesmo é disponibilizado gratuitamente e, portanto, não haverá ônus para a sua implantação. “Por meio do ‘Horus’ vamos saber os medicamentos que faltam, verificar a data de validade e também fazer a distribuição correta em todas as unidades”, destacou o chefe do Executivo. Para o prefeito, enfrentar o desafio da informatização na distribuição de medicamentos é promover a transparência numa das áreas prioritárias de atendimento aos cidadãos e, também, evitar gastos desnecessários e prejuízos para a população.
Fiscalização
O presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Danianne Marinho, informou que o colegiado vai acompanhar, de perto, esta questão. Ele, inclusive, reuniu-se com os conselheiros farmacêuticos, Eládio Fernandes e Flaubert Santana, para definir uma estratégia de fazer um diagnóstico do problema, ou seja, as razões para o vencimento da medicação antes de seu uso e os prejuízos financeiros. Neste caso, ele enfatiza que é preciso diferenciar o volume dos medicamentos que foram doados ao Município e o que foi comprado.
Segundo Marinho, a Prefeitura já recebeu doação de antibiótico com prazo de validade de quatro meses pra vencer. Há empresas que preferem doar antes de vencer, a encaminhar para incineração, pois gera ônus para elas. O Ministério da Saúde, por vezes, envia quantidades grandes de medicamentos que têm vencimento próximo. “Existem muitas hipóteses e as causas precisam ser apresentadas para que possamos chegar a uma conclusão”, ponderou.
Além do que, apontou que se faz necessário, também, averiguar se os medicamentos dispensados aos pacientes anteriormente estavam em condições ideais de eficácia.
“Confio na idoneidade e responsabilidade de nossos conselheiros farmacêuticos. São excelentes profissionais, renomados no Município e no Estado e capacitados para emitirem parecer conclusivo de forma técnica e imparcial”, finalizou o presidente do CMS.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...