(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vereadores da Frente Parlamentar contra as Drogas visitam CAPS

Política Comentários 28 de maro de 2013

Em algumas unidades, foram relatadas falta de medicamrntos e de profissionais de algumas especialidades


Os vereadores que integram a Frente Parlamentar de Combate às Drogas realizaram visitas às entidades que atuam com o tratamento de usuários e dependentes. Compareceram os parlamentares Wederson Lopes e Vespa, do PSC; Paulo de Lima (PDT) e os petistas Pastor Wilmar Silvestre e a Professora Geli Sanches. O objetivo das visitas foi conhecer o processo de recuperação que as instituições oferecem.
Os quatro locais visitados foram os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS - Crescer, Viver e Vidativa) e o Centro POP, todos ligados à secretaria municipal de Saúde. As três unidades do CAPS oferecem terapeutas ocupacionais, psicólogos, psiquiatras, enfermeiros e medicamentos para crianças, adolescentes e adultos.
Segundo Wederson Lopes, é importante que os vereadores tomem conhecimento do funcionamento das entidades. “Se precisarmos fazer solicitações para o Executivo e os secretários temos que saber das necessidades desses locais. Tudo o que fazemos é visando o bem-estar da sociedade anapolina”, esclareceu ao informar que a função da Frente Parlamentar é contribuir para o combate às drogas.
Os parlamentares comentaram ainda que algumas dificuldades foram encontradas nos locais. No Centro Pop o principal problema é o local de instalação da unidade. Nos CAPS foi constatada a falta de medicamentos nas unidades Viver e Vidativa. Já no Crescer, a reclamação dos funcionários foi quanto ao atendimento de especialistas nas áreas de assistência social e psicologia.
Para a vereadora Professora Geli a visita respondeu os questionamentos dos demais parlamentares sobre encaminhamento de pessoas que os procuram em gabinetes. “Quando o eleitor nos procurava com algum usuário de drogas, não sabíamos o que fazer. Agora entendemos que o CAPS é o melhor encaminhamento”, disse.
O pastor vereador Wilmar Silvestre também concordou que o centro de triagem para tratamento de drogativos deve ser feito no CAPS. “Eles fazem um trabalho onde as pessoas buscam o tratamento voluntariamente. Fiquei animado com o que vi e através da Frente Parlamentar estaremos divulgando o potencial dessas entidades”. O petista ainda afirmou que os legisladores devem atuar no sentido de cobrar do Executivo que as dificuldades das instituições sejam solucionadas. “É tudo uma questão de conversar com o secretário da Saúde. As cobranças não são muitas”.
Vespa concluiu que as visitas foram positivas, principalmente, para esclarecer sobre encaminhamento. “Agora a gente não fica mais perdido e sabe onde falar para a pessoa ir, ficou bem esclarecida qual é a função de cada CAPS”, finalizou. (Com informações da assessoria de imprensa da Câmara Municipal).

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Vereador defende mudança no pacto federativo

08/12/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB) usou a tribuna durante a sessão ordinária da última quarta-feira, 06, para defender mudan...

Prefeito pode fazer uma reforma administrativa no começo do ano

08/12/2017

O Prefeito Roberto Naves (PTB) deverá ampliar a reforma em sua equipe, a partir de janeiro próximo. É que algumas Pastas e...

Vereador busca solução sobre fechamento de ruas

30/11/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB), primeiro secretário da mesa diretora da Câmara Municipal, informou na tribuna do plenári...

“Estamos cansados de esperar o Governo”, desabafa Roberto

30/11/2017

“A Cidade não aguenta mais esperar”. A afirmação é do Prefeito Roberto Naves (PTB), que não esconde mais a sua insat...