(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vereador sugere aumento do expediente bancário em uma hora

Geral Comentários 28 de novembro de 2014

Uma campanha foi iniciada para colher 10 mil assinaturas. Objetivo é enviar um documento a entidades classistas representativas dos bancos e dos bancários, ao Congresso Nacional e à Imprensa, pedindo o apoio à causa


Um requerimento será enviado pelo vereador Pastor Wilmar Silvestre à Federação Brasileira de Bancos (Febraban), solicitando que a abertura das agências bancárias da cidade seja às 10 horas, ao invés de 11 horas, como ocorre atualmente. Uma campanha é organizada pelo gabinete do parlamentar para recolher 10 mil assinaturas em apoio à causa e endossar o documento. De acordo com o representante do Legislativo, em breve, as pessoas também poderão assinar uma petição on line.
“Queremos o direito que a capital tem”, abordou, o vereador, sobre o fato de as agências bancárias em Goiânia abrirem às 10 horas. Ele já solicitou à Câmara dos Vereadores a autorização para envio do requerimento à Febraban. E informou que o mesmo será também enviado ao Congresso Nacional, a entidades classistas de representação dos bancários e à imprensa. “Tem muitas pessoas que estão nos procurando para assinar”, informou.
"Entendo que as mesmas custas (taxas) que os usuários bancários das capitais pagam, os anapolinos também pagam, ou seja, deveres iguais, direitos iguais”, explicou. “Imagina uma hora na vida de um comerciário, de um comerciante, de um aposentado, de uma pessoa que tem que fazer serviços bancários”, explicou sobre as vantagens da medida, caso seja autorizada pela Febraban.
“Por que a comunidade tem que ficar escrava do banco esperando até onze horas (para a abertura)?”, indagou. Ele afirmou que lutará e se empenhará para que esta realidade mude. “Eu vou até a última consequência”, avisou. Ele destacou, ainda, que em cidades como Aparecida de Goiânia há a mobilização em torno do tema. E indicou que uma de suas preocupações, ao fazer o requerimento, “é o interesse do cidadão”.

Bancários
O presidente do Sindicato dos Bancários de Anápolis, Odilar Maciel Barreto, entende que a proposta de aumentar o expediente bancário deve levar em consideração as condições dos trabalhadores. “O entendimento do Sindicato é que, se este horário fosse estendido e houvesse a contratação de novos funcionários”, defendeu, afirmando que, dessa forma a medida seria positiva. “Tem pouco trabalhador para atender à comunidade como deveria ser atendida”, reclamou o presidente do Sindicato dos Bancários.
“Nós já sabemos que os bancos não vão contratar”, previu o sindicalista. Ele informou que “a categoria (dos bancários) não foi consultada” pelo vereador Pastor Wilmar Silvestre. Já o vereador autor do requerimento entende que “existe lei” para os bancários e que “o banco vai ter que contratar, o banco vai ter que reajustar sua dinâmica de funcionamento, caso a medida seja aprovada”. Ele entende que “tem que remunerar” o trabalhador dos bancos caso ele tenha que trabalhar mais.

Sincovan
O Sindicato do Comércio Varejista de Anápolis (Sincovan) também apoia o aumento do expediente bancário, só que em duas horas, ao invés de uma hora, como requerido pelo vereador pastor Wilmar Silvestre. O objetivo é que o atendimento seja feito a partir das 10 horas e se estenda até as 17 horas. “É melhor para o consumidor”, declarou o presidente do Sincovan, José Abadia. “O contribuinte, o consumidor teria condição de usar mais uma hora dos serviços bancários”, especificou.
Abadia foi questionado a respeito do impacto que a medida teria sobre os trabalhadores bancários. “Eles estão olhando o lado deles, apenas”, afirmou. “Quem melhor ganhou, lucrou no ano de 2014? Pega o balanço dos bancos, pega um comercial, pega um industrial”, comentou, sobre os lucros dos bancos, comparando-os aos dos comerciantes e donos de indústrias. Tendo rendimentos maiores, os bancos “têm condição de fazer uma mudança no horário”, acredita.
O presidente José Abadia ainda indicou que não é correta a afirmação de que a quantidade de trabalho dos bancários aumentaria com a medida. Isto se explica pelo fato de que muitos serviços bancários que antigamente eram feitos por funcionários “passaram a ser executados pelo próprio cliente”, entre eles saque, retirada de extrato, pagamento de contas e transferência. Ele sugeriu que as agências façam “um rodízio (de funcionários), alguma coisa. Eles mexem no programa deles de atendimento. Eles têm condição de adequar isso aí”. Ele ainda pontuou que o horário estendido aumentaria o lucro dos bancos, como ocorre nos shoppings em épocas sazonais. O Fórum Empresarial de Anápolis também se posicionou favorável à medida requerida pelo vereador Pastor Wilmar Silvestre.

Jornada de trabalho
O presidente do Sindicato dos Bancários, Odilar Barreto, explicitou que “as agências bancárias, todas estão trabalhando com a capacidade inferior do que deveria”. “Temos trabalhado, sim, com a capacidade mínima. Por isso, o atendimento é deficiente”, concluiu. Entre os principais problemas apontados estão metas excessivas, bancos de horas, desvios de função, assédio moral e jornadas extensas. Ele acredita que em torno de 3 a 5% dos bancários em Anápolis estejam afastados por motivo de doenças.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...