(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vereador pode legislar sobre matéria financeira

Política Comentários 06 de maro de 2015

A garantia é do petebista Jean Carlos, que apresentou proposta para que os vereadores anapolinos possam assinar projetos que implicam em gastos públicos


O vereador Jean Carlos (PTB) usou a tribuna na sessão ordinária da última quarta-feira,04, para defender emenda à Lei Orgânica do Município de Anápolis (LOMA), de sua autoria que, caso aprovada, permitirá aos membros da Casa legislar sobre matéria financeira.
Jean Carlos assinalou que o assunto já foi pacificado nos tribunais superiores, em Brasília, e que garantir mais essa prerrogativa aos vereadores anapolinos seria importante para o avanço de questões de interesse da sociedade.
Para o vereador, a legislatura atual já provou, com boas propostas que hoje vigoram na cidade, que o Legislativo deve ter o direito de propor iniciativas voltadas para a área financeira. “O Poder Executivo não precisa temer. Aqui não tem louco, que poderia apresentar projetos mirabolantes ou eleitoreiros”, comentou.
Jean Carlos deu exemplos de como os vereadores podem contribuir com a área, citando emenda ao Código Tributário do vereador Amilton Batista (SD), que isentou profissionais da saúde prestadores de serviço na administração municipal de recolherem ISS; alterações no ITBI propostas pelo vereador Jakson Charles (PSB); e a proposta de sua própria autoria, que aumentou o desconto de 10% para até 20% para quem paga o IPTU à vista. Este ano, o prefeito João Gomes (PT), autorizou abatimento de 15%.
“Em 1990, quando da promulgação da LOMA, havia divergências sobre essa questão do vereador legislar sobre matéria financeira ou tributária. Hoje o tema já foi pacificado. Por isso peço aos pares que votem com consciência e nos garantam mais essa prerrogativa”, comentou Jean Carlos.
A matéria está tramitando na Câmara Municipal há quase dois anos. O autor, inclusive, já requereu à Mesa Diretora a sua restituição à pauta, para que seja colocado em votação. “Que seja aprovado ou derrotado, mas vamos votar a proposta”, concitou o parlamentar.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Deputada avalia atuação do PT

19/07/2018

Com dois deputados que compõem a sua bancada na Assembleia Legislativa, o Partido dos Trabalhadores assegura que pretende re...

Caiado diz: chapa não tem projeto de poder

19/07/2018

O grupo “Unidos para Mudar Goiás” concluiu a chapa para as eleições deste ano ao anunciar a pré-candidatura ao Senado...

MP investiga ex-governador por criação de conta única

18/07/2018

A promotora de Justiça Villis Marra abriu inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas pelo ex-governador de G...

1240 requerimentos são aprovados no primeiro semestre

12/07/2018

O campeão deste tipo de proposição no primeiro semestre do ano é o vereador Deusmar Japão (PSL), com 176 requerimentos a...