(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vereador insiste em uso de cores da bandeira nos prédios públicos

Política Comentários 10 de maio de 2013

A matéria, de acordo com o autor, vereador Sargento Pereira, não é política e segue os princípios da imparcialidade e da economicidade


O vereador Sargento Pereira (PSL) saiu em defesa do projeto de sua autoria, que prevê a obrigatoriedade do Município adotar as cores predominantes da bandeira de Anápolis (azul, amarelo e o branco), nas pinturas dos prédios públicos, nos uniformes escolares, em logradouros, dentre outros. A matéria ainda está em tramitação nas comissões técnicas da Casa, sem prazo para votação em plenário. Provavelmente, pode ser que nas sessões da semana que vem, isso venha a ocorrer.
Na última quarta-feira,8, o autor do projeto usou a tribuna na tentativa de convencer os seus pares de que a proposta não é política e que não implicará em gastos, de imediato, para a Administração Municipal. Isso porque, segundo ele, as cores das repartições somente seriam mudadas quando da reforma ou construção de uma nova unidade e, no caso dos uniformes escolares, por exemplo, a troca seria feita em 2014 ou numa próxima aquisição. Essa forma foi a encontrada para driblar o aspecto da inconstitucionalidade ou vício de origem, pelo fato de os vereadores não poderem legislar em matéria que implique em gastos para o ordenador de despesas, que é a Prefeitura.
Para o vereador sargento Alberto Pereira, o projeto vai de encontro à moralidade no trato com a coisa pública e, no longo prazo, irá até- disse- resultar em economia para o Município, em razão de que as cores não precisarão ser alteradas toda vez que houver uma troca de governo. “Essa lei, caso aprovada, não vai demandar impacto financeiro e se orienta pelos princípios da imparcialidade e da economicidade”, defendeu o vereador.
Essa questão tem suscitado muita polêmica em vários outros municípios brasileiros, por conta de exageros de prefeitos teriam sido cometidos na pintura de prédios públicos com cores ligadas à sua representação partidária. Em alguns casos, houve intervenção do Ministério Público no sentido de fazer com que os gestores paguem as suas custas a renovação da pintura.
Agora, se é mesmo para polemizar, já há quem considere a questão como meramente política, uma vez que há partidos que utilizam as cores predominantes na bandeira de Anápolis e um deles é o PSDB.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Daniel se compromete a reduzir IPVA em até 15%

20/09/2018

O candidato ao governo de Goiás pela Coligação Novas Ideias, Novo Goiás (MDB, PP, PRB e PHS), Daniel Vilela (MDB), afirmo...

Candidatura de Caiado ganha mais reforços de lideranças evangélicas

20/09/2018

O respeito e a credibilidade do Bispo Abigail (PSC) junto à sociedade goiana trouxeram um novo peso político à campanha el...

Zé Eliton diz que educação será prioridade em seu novo governo, caso seja reeleito

20/09/2018

O governador Zé Eliton (PSDB) afirmou que avançar mais na Educação é a máxima prioridade de seu novo governo e que a li...

Samuel Gemus: “Trago um novo jeito de fazer política nesta eleição”

20/09/2018

Aos 36 anos de idade e já dono de um extenso currículo na área médica, Samuel Fayad Gemus, ou Dr. Samuel, como muitos o c...