(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vendas no comércio varejista caem 17,14%, segundo números da CDL

Economia Comentários 05 de julho de 2018

De janeiro a junho, as consultas ao SPC, o meio mais eficaz para se avaliarem as vendas, caíram de mais de 269 mil para 230 mil


As vendas no comércio varejista de Anápolis no primeiro semestre caíram 17,14% em relação ao mesmo período do ano passado. É o que apontam as últimas estatísticas da Câmara de Diretores Lojistas, com dados sobre o número de consultas que os comerciantes fazem ao Serviço de Proteção ao Crédito antes de concluírem seus negócios, os registros de maus pagadores no SPC e, também, de consumidores que acertaram débitos antigos para voltarem a ter o direito de fazerem suas compras a crediário, ou, com cheques pré-datados.
De acordo com a estatística referente aos primeiros semestres deste ano e de 2017, de janeiro a junho os lojistas fizeram 230.183 consultas ao SPC para vendas a crediário ou com cheques pré-datados, contra 269.628, no mesmo período do ano passado, o que representa uma redução de 39.445 consultas ou a queda de 17,14%. As consultas ao SPC são a principal referência usada pela CDL para avaliar o crescimento ou o recuo nas vendas.
A mesma estatística mostra que os registros de consumidores que entraram para a ‘lista negra’ do SPC por atraso no pagamento de compras a crediário ou, com cheques, caíram de 37.290 no primeiro semestre de 2017 para 30.604 no mesmo período deste ano, o que significa um recuo de 6.686 registros ou de 21,85%. O dado mais positivo dessa amostragem foram os cancelamentos, que passaram de 23.262 de janeiro a junho de 2017 para 30.076 no mesmo período deste ano, o que representa o retorno às compras a crediário ou com cheques de 6.814 consumidores que estavam impedidos de assumirem compromissos no comércio varejista em razão de dívidas em atraso que foram quitadas.

REFLEXO
Outra estatística da CDL aponta as mudanças ocorridas no número de consultas ao SPC, registros de maus pagadores e cancelamentos nos meses de junho de 2017 e de 2018. Os dados foram negativos nos três itens. As consultas ao SPC caíram 28,16% passando de 48.290 em junho do ano passado para 37.680 no mesmo mês deste ano. Já, os registros de consumidores com pagamento de compras em atraso recuaram 18,25%, passando de 5.177 para 4.378, enquanto que os cancelamentos foram reduzidos de 3.517 para 2.435, representando uma queda de 45,03%.
Para o presidente da CDL, Vilmar Jardim de Carvalho, a queda nas vendas é um reflexo natural do comportamento da economia. Segundo ele, em geral, o comércio varejista é o último setor da economia a sentir os efeitos de uma crise que afeta, primeiramente, a indústria de transformação, a construção civil e o setor de serviços. No entanto, ele acredita que a greve dos caminhoneiros contribuiu para acelerar essa tendência e para manter as vendas em queda nos meses seguintes, principalmente por julho ser período de férias e de tradicional recuo nas vendas. “Mas este ano a situação é diferente por causa da Copa do Mundo e das eleições”, explicou o presidente da CDL para quem as vendas voltam a crescer somente após o período eleitoral e com a aproximação dos festejos de final de ano.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Economia

Lançadas duas novas linhas de crédito

16/11/2018

A GoiásFomento está lançando duas novas linhas de crédito que serão oferecidas aos micro e pequenos empresários goianos...

Aplicativo de controle ‘Olho na Bomba’ já funciona em Anápolis

16/11/2018

Considerado uma ferramenta moderna que ajuda o consumidor a economizar na hora de abastecer o seu veículo, o aplicativo Olho...

Caoa Chery planeja produzir três modelos SUVs na planta de Anápolis

08/11/2018

O Polo Automotivo de Goiás dará um novo salto com os anúncios de investimentos para ampliação do parque industrial e o l...

Contribuintes podem quitar débitos com desconto até dia 19

02/11/2018

Vai até o dia 19 de novembro o prazo para os contribuintes em débito com o ICMS, IPVA e ITCD regularizem a situação fisc...