(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vendas e compras internacionais despencam

Economia Comentários 23 de setembro de 2016

Queda nas importações, de janeiro a agosto deste ano, em comparação com o mesmo período de 2015, chega a mais de 33%. As exportações caíram cerca de 17%


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) acaba de divulgar os dados da balança comercial dos municípios, referente ao período de janeiro a agosto deste ano. Comparativamente ao mesmo período do ano passado, as importações caíram 33,27% e as importações, 17,04%. A queda da corrente de comércio, que é representada pela soma das importações e exportações, ficou em 31,38%.
De acordo com os registros do MDIC, este ano, de janeiro a agosto, as exportações feitas por Anápolis somaram o volume de US$ 128,5 milhões. Já as importações somaram US$ 781,9 milhões. A corrente de comércio teve volume de US$ 910,4 milhões. No ano passado, os resultados foram os seguintes: exportações (US$ 154,9 milhões); importações (US$ 1,171 bilhão) e a corrente de comércio (US$ 1,326 bilhão).
Embora as importações tenham registrado uma queda acentuada.
No mês de agosto, as exportações feitas por Anápolis foram de US$ 22,7 milhões e, no ano passado, US$ 28,6 milhões, portanto, uma variação de negativa de 20,53% na avaliação mês a mês. Em relação às importações, este ano, no mês de agosto, as compras externas somaram US$ 124,1 milhões e, no ano passado, US$ 181 milhões, uma queda de 31,40%. A corrente de comércio também apresentou variação negativa, de 29,91%. Neste caso, em agosto deste ano, o volume apurado foi de US$ 146,9 milhões contra US$ 209,6 milhões do valor registrado ano passado.
Os 10 principais destinos das exportações feitas por Anápolis, no período de avaliação (janeiro a agosto), são: Países Baixos (Holanda), 79,17% de participação; Estados Unidos, 9,57%; Coréia do Sul, 2,35%; Paraguai, 1,65%; Cuba, 1,49%; Índia, 0,95%; Argentina, 0,71%; Bolívia, 0,64% e Nigéria, 0,47%.
Já os principais fornecedores internacionais, também no mesmo período da avaliação, são: Alemanha, 31,47% de participação; Coréia do Sul, 14,45%; Estados Unidos, 13,80%; Suíça, 7,04%; China, 6,91%; Índia, 6,85%; Japão, 5,64%; Itália, 3,68%; Canadá, 1,78%; México, 1,57%.
O principal item da pauta de produtos exportados através de Anápolis é a soja e seus derivados, com uma participação de 82,46%. Também constam aparelhos de reposição, máquinas automáticas para processamento de dados e leitores ópticos, elementos de construção, preparações e artigos farmacêuticos, dentre outros. Já na pauta de importações, o principal item da pauta, com 39,70% de participação, é do grupo: sangue humano; sangue animal preparado para usos terapêuticos, profilácticos ou de diagnóstico; anti-soros, outras fracções do sangue, produtos imunológicos modificados, mesmo obtidos por via. Constam, ainda, insumos farmacêuticos, partes e peças de veículos, veículos, dentre outros.

Ranking goiano e nacional das exportações

GO/Município/BR
1º Rio Verde- 52º
2º Itumbiara- 111º
3º Alto Horizonte- 113º
4º Barro Alto- 137º
5º Palmeiras de Goiás- 146º
6º Ouvidor- 159º
7º Luziânia- 164º
8º Anápolis- 174º
9º Goiânia- 176º
10º Crixás- 194º

Ranking goiano e nacional das importações

GO/Município/BR
1º Anápolis- 28º
2º Rio Verde- 154º
3º Goiânia- 171º
4º Itumbiara- 254º
5º Barro Alto- 371º
6º Crixás- 596º
7º Alto Horizonte- 422º
8º Luziânia- 620º
9º Ouvidor- 780
10º Palmeiras de Goiás- 1255º

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Anápolis tem saldo positivo na geração de empregos em outubro

24/11/2017

Anápolis ficou na sexta posição entre os municípios goianos que mais abriram vagas de empregos formais em outubro e mante...

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...