(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Variação em preço de pescados chega até 228%

Geral Comentários 21 de fevereiro de 2013

Secretaria de Defesa do Consumidor alerta consumidor para que confira qualidade e preço


A Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor – Procon divulgou a última quarta-feira, 20, uma pesquisa de preços de pescado. O levantamento foi feito entre os dias 07 e 18 de fevereiro em seis supermercados e sete peixarias. O resultado são produtos idênticos com oscilações de preços que chegam a 228% nas peixarias e 134% nos supermercados.
A pesquisa, segundo o secretário Valeriano Abreu, a pesquisa é realizada anualmente e tem como objetivo orientar o consumidor quanto à variação de preços nesta época do ano (durante a quaresma), período em que estes produtos são mais comercializados. Ele reforça que o consumidor deve, além de ficar de olho nos preços, também conferir a qualidade dos produtos.
Foram avaliados mais de 18 produtos com volume variado, entre eles, bacalhau, camarão e sardinhas de diversas quantidades nos mesmos estabelecimentos da análise anterior. A equipe do Procon constatou que nos supermercados o lambari, o mapará em postas e a piramutaba foram os produtos com maior variação de preços. Já nas peixarias, os pescados que apresentaram maior variação de preços foram o camarão rosa, o piau e o bacalhau.
A maior variação de preço encontra nas peixarias, de acordo com a pesquisa do Procon, foi a do camarão rosa “G”, encontrado ao menor valor por R$ 32 o quilo e ao maior valor por R$ 105 o quilo. Além do piau, que foi encontrado a R$ 5 e a R$ 13, o quilo. Nos supermercados pesquisados, o vilão da pesquisa foi o lambari, encontra pelo menor preço de R$ 9,39 o quilo e R$ R$ 22 o quilo. Também uma diferença significativa foi encontrada no quilo comercializado do Mapará em postas, encontrado de R$ 9 a R$ 16,19.

Estabelecimentos
Os supermercados pesquisados foram: Super VIP, Floresta, Atende Mais, Rio Vermelho, HiperVip e Carrefour. As peixarias pesquisadas foram: Atacadão, Ronaldão, Amazílio, Camarão e Cia, Araguaia, Novilho de Ouro e Nova Peixaria.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...