(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vanderlan diz que nova via é irreversível

Política Comentários 01 de maio de 2014

Pré-candidato do PSB esteve em Anápolis realizando uma movimentada agenda de contatos e encontros com lideranças políticas


Pré-candidato ao Governo de Goiás pelo Partido Socialista Brasileiro, o empresário e ex-Prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso, esteve em Anápolis na última terça-feira,29, participando de uma série de encontros com lideranças do próprio PSB e de outros partidos, como o PSC e o PRP. O ponto alto da agenda aconteceu durante a noite, no plenário “Teotônio Vilela”, na Câmara Municipal, onde apresentou o “Diagnóstico de Goiás”, que deverá servir de base para o Plano de Governo, o qual deverá ser apresentado durante a campanha eleitoral, uma vez homologada a sua candidatura no mês de junho, período das convenções partidárias.
De acordo com o socialista, há 10 meses, a chamada nova via vem trabalhando o Diagnóstico, discutindo propostas e colhendo sugestões sobre as mais diferentes áreas da administração pública estadual como saúde, educação, segurança, infraestrutura, dentre outras. Questionado acerca dos principais desafios que o novo governo, a ser eleito no próximo pleito, Vanderlan Cardoso salientou que os dois maiores problemas, na sua opinião, estão relacionados às deficiências nas áreas de segurança pública e energética. “Nós temos problemas na saúde, na educação, mas creio que este são os desafios maiores”, pontuou.
Questionado sobre a atitude de Iris Rezende de abrir mão de sua pré-candidatura no PMDB, Vanderlan Cardoso não quis entrar em detalhes, disse, apenas, que no momento a preocupação maior é a sua própria candidatura e a busca de apoio para consolidá-la. “O PMDB é um partido grande e acho que iam acabar chegando a um consenso e ele veio desta forma”, disse, reiterando que esta não é a sua preocupação. “Nós estamos fazendo o nosso trabalho e já temos o candidato a Senador, Aguimar Jesuíno, para compor conosco”, disse, ao fazer a apresentação do Procurador Federal que irá compor a chapa majoritária.
Sobre a possibilidade de o PSB compor com outros partidos, ainda no primeiro turno, Vanderlan Cardoso deixou claro que a intenção é seguir com o projeto da nova via e com o trabalho que já começou a ser realizado, ouvindo a população e com a busca de apoio. Diante esse posicionamento, a pré-candidatura seria irreversível. Entretanto, nos bastidores, há quem diga que Vanderlan poderá, até as convenções, vir a apoiar outros projetos: o do PMDB, ou o do PSDB. Como tem bom trânsito nos dois, não seria uma surpresa. Mas ele garante que a pré-candidatura é, de fato, um processo que deve ser irreversível.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Deputado apoia luta contra erotização precoce

15/02/2018

Presidente da Comissão da Criança e Adolescente da Assembleia Legislativa de Goiás e da Frente Parlamentar Interestadual d...

Ex-Governador Irapuan Costa Jr. assume o comando da segurança

15/02/2018

O governador Marconi Perillo deu posse nesta quinta-feira, 15, ao novo secretário de Segurança Pública, o ex-governador e ...

Projeto proíbe partidos de mudarem de nome ou sigla

15/02/2018

Tramita na Câmara dos Deputados projeto de lei (PL 8546/17) da deputada Maria do Rosário (PT-RS) que proíbe os partidos po...

Senador Ronaldo Caiado quer DEM e MDB coligados para eleições 2018

15/02/2018

De passagem por Anápolis, no feriado de carnaval, o Senador Ronaldo Caiado (DEM) admitiu ter seu nome disponibilizado para a...