(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Valec vai mudar o projeto de Anápolis

Geral Comentários 26 de maro de 2010

Proposta visa dar nova concepção ao pátio da ferrovia no município, integrando-o à Plataforma Multimodal e à Ferrovia Centro-Atlântica


O tráfego das locomotivas e vagões que servirão à Ferrovia Norte-Sul, no trecho de Anápolis até Uruaçu, deverá ser feito em bitola mista, permitindo a utilização de composições tanto de 1,00 m. como de 1,60 m. de largura de eixos. Essa mudança e também a readequação do pátio local, para interagirem com a Plataforma Logística e a Ferrovia Centro-Atlântica, foram tratadas em uma reunião ocorrida na última quarta-feira, 24, no Porto Seco Centro-Oeste, entre o secretário estadual de Planejamento, Oton Nascimento, que veio acompanhado de diretores da empresa Goiás Parcerias, responsável pelos projetos do Aeroporto de Cargas e da Plataforma Logística Multimodal, o engenheiro Wilson Tadashi Shimura, da Valec, e o superintendente da aduaneira, Edson Tavares.
Segundo informou o engenheiro Wilson Shimura, as adaptações no pátio de Anápolis eram necessárias, devido ao fato de o projeto da ferrovia ser antigo. Portanto, não havia previsão da movimentação de cargas que ocorre, hoje, no Porto Seco e nem a existência do projeto da Plataforma Logística Multimodal, cuja estrutura foi implantada em uma área próxima ao terminal alfandegário, para receber mercadorias de empresas que operam na área de transporte e armazenamento.
Modalidades
O técnico da Valec observou que Goiás tem apresentado grande crescimento e com isso, também, a necessidade de fazer com que a Ferrovia esteja capacitada a operar com várias modalidades de cargas. Segundo informou ele, as readequações no pátio de Anápolis devem seguir o mesmo cronograma da Norte-Sul no trecho goiano, ou seja, conclusão prevista para o final deste ano. No início da semana, o presidente Lula inauguraria o trecho Colinas/Guaraí, no Estado do Tocantins, mas devido ao mau tempo na região, a inauguração ficou para o dia nove de abril próximo.
O superintendente do Porto Seco, Edson Tavares, observou que a mudança no projeto do pátio de Anápolis é fundamental para que a ferrovia tenha boa operacionalidade, inclusive, disse ele, está prevista a construção de um terminal de embarque e desembarque de contêineres dentro da Plataforma Logística. Conforme observou, o estudo técnico com a equipe da Valec, também está tendo todo o cuidado com o aspecto da preservação ambiental, pois em áreas próximas há matas com vegetação original do cerrado e nascentes de água. Inclusive, após a reunião, foi feita uma visita in loco nos locais por onde passará o traçado do ramal para o pátio.
O secretário Oton Nascimento observou que essa readequação do projeto será importante à concepção que está se buscando para a Plataforma Logística Multimodal e que essa era uma preocupação do Governador Alcides Rodrigues. “Nós queremos angariar todos os frutos positivos que a Ferrovia Norte-Sul vai trazer para Goiás”, enfatizou.

A Norte Sul em Goiás
516
Quilômetros de linha ferroviária
17,5
Mil trabalhadores
17
Pontes
32
Passagens de nível
750
Bueiros
500 passagens de gado
1,7 bilhão (R$)
Investimento

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

IPVA - Desconto só para quem está em dia

17/05/2018

A Secretaria da Fazenda alerta que contribuintes devem ficar atentos ao calendário de pagamento do Imposto sobre Propriedade...

Alerta para prazo de quitar débitos

17/05/2018

Os contribuintes devem ficar atentos quanto ao prazo de vencimento das parcelas de débitos de ICMS, IPVA e ITCD negociadas p...

Distrito de Goialândia ganha moderno Telecentro

17/05/2018

O distrito de Goialândia ganhou, na última quarta-feira, 16, uma unidade de Telecentro Comunitário que, para quem não sab...

Goiás tem recorde e registra 52 meses com superávit da balança comercial

17/05/2018

Mais um mês, o 52º consecutivo, de superávit na balança comercial de Goiás: US$ 479,5 milhões. As exportações em abri...