(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vacinação contra a gripe A H1N1 já atingiu 61 por cento da população

Saúde Comentários 03 de maio de 2018

Balanço aponta 35 óbitos desde o início do ano. Dia 12, acontece o chamado dia “D” da campanha de vacinação


Em entrevista coletiva realizada na última quarta-feira, 02, na Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) foram atualizados os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Segundo o novo boletim o número de óbitos desde o início do ano até agora são de: 31 por H1N1, (3) por H3N2, e (1) por Influenza B.
Foram computados, ainda, 191 casos notificados por Srag e destes, 170 de H1N1, (19) por H3N2 e (2) por Influenza B. “O importante é que a população que faz parte do grupo prioritário procure os postos de vacinação e não deixe de adotar as etiquetas respiratórias, que são válidas para toda a população como: lavar bem as mãos com água e sabão várias vezes ao dia, tapar a boca com o braço (e não com as mãos) ao espirrar, não ter contato direto com a boca ou o nariz de outra pessoa, e manter sempre limpos com álcool gel mesas, mouses, teclados, balcões, portas, corrimões e outros objetos que podem ser tocados com frequência.

VACINAÇÃO
A gerente de Imunização da SES-GO, CléciaVecci, explica que a vacinação tem como objetivo reduzir as internações, as complicações e mortes decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação.
A meta é vacinar no mínimo, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação, o que representa, aproximadamente 1.433.918 da população total de1.593.242.
Até o momento a cobertura vacinal em Goiás é de 61,16%, com 1.008.828 doses aplicadas.
Clécia explicou que todas as doses enviadas pelo Ministério da Saúde são suficientes para vacinar os grupos prioritários definidos para a imunização, que no primeiro momento foram os trabalhadores da saúde, os idosos e pacientes com doenças crônicas.
Na sequência, crianças, gestantes, mães de resguardo, professores, e população privada de liberdade, além dos indígenas, conforme as datas estabelecidas. Quem não se vacinou pode procurar os postos ao longo da campanha que vai até 01/06.



Para saber mais confira as datas para vacinação:
13/04 a 20/04: idosos, trabalhadores da saúde e portadores de doenças crônicas.
23/04 a 27/04: gestantes, puérperas e crianças.
30/04 a 11/05: professores
12/05 Dia “D”: todos os grupos prioritários da campanha
14/05 a 01/06: todos os grupos prioritários da campanha
Indígenas: durante todo o período de campanha
População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional: agendamento conforme articulação entre SMS e sistema prisional durante a campanha

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Necessidade da vacinação infantil

12/07/2018

Há o risco da criação de bolsões de crianças não vacinadas contra as doenças infectocontagiosas. O secretário Estadua...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Terapias integrativas para pacientes com câncer

12/07/2018

Prestar atendimento pré-hospitalar de urgência e com excelência à população o mais rápido possível. Essa é a missão...