(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Vacina pentavalente será introduzida na rede municipal

Saúde Comentários 20 de julho de 2012

Equipe das unidades da Estratégia da Saúde da Família já receberam capacitação para atender melhor as crianças


Atendendo recomendação do Ministério da Saúde, a rede pública municipal, em Anápolis, estará intridozindo no Calendário Básico de Vacinação da Criança: a Penta Brasil que incorpora, em uma só, as vacinas contra Difteria, Coqueluche, Tétano, HiB e HepatiteB; e a contra a poliomielite inativada, que é injetável.
Segundo informa a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina pentavalente substituirá a tetravalente. De acordo com o infectologista do município, Marcelo Daher, a medida visa facilitar a aplicação da vacina contra a Hepatite B. Ele explica também que a imunização com a vacina contra a poliomielite inativada será realizada nas crianças que estão começando seu calendário vacinal - elas receberão duas vezes a vacina injetável e duas vezes a vacina de gotinha.
A introdução da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), com vírus inativado, vem ocorrendo em países que já eliminaram a doença. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), no entanto, recomenda que os países das Américas continuem utilizando a vacina oral, com vírus atenuado, até a erradicação mundial da poliomielite, o que garante uma proteção de grupo. O vírus ainda circula em 25 países. O Brasil utilizará um esquema sequencial, com as duas vacinas, aproveitando as vantagens de cada uma, mantendo, assim, o país livre da poliomielite. A VIP será aplicada aos dois e aos quatro meses de idade e a vacina oral será utilizada nos reforços, aos seis e aos 15 meses de idade.
O infectologista acrescenta que esta nova vacina tem por objetivo atender uma recomendação da Organização Munidal de Saúde (OMS). “No momento em que o Brasil vive, de controle da doença, é importante que a poliomielite seja introduzida para reforçar a dose recebida na gotinha”, diz Marcelo Daher. As vacinas pentavalente e tetravalente estarão disponíveis nos postos de saúde de Anápolis a partir do mês de agosto.
Para a introdução destas novas vacinas em Anápolis, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu nos dias 17 e 18 de julho, uma capacitação com os profissionais das unidades de saúde do município.

Heptavalente
No prazo de quatro anos, o Ministério da Saúde deverá transformar a pentavalente em heptavalente, com a inclusão das vacinas inativada poliomielite e meningite C conjugada. “As vacinas combinadas possuem vários benefícios, entre eles o fato de reunir, em apenas uma injeção, vários componentes imunobiológicos. Além disso, os pais ou responsáveis precisarão ir menos aos postos de vacinação, o que poderá resultar em uma maior cobertura vacinal”, observa o ministro Alexandre Padilha.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Necessidade da vacinação infantil

12/07/2018

Há o risco da criação de bolsões de crianças não vacinadas contra as doenças infectocontagiosas. O secretário Estadua...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Terapias integrativas para pacientes com câncer

12/07/2018

Prestar atendimento pré-hospitalar de urgência e com excelência à população o mais rápido possível. Essa é a missão...