(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Unidades filantrópicas da saúde vão receber recursos do Município

Saúde Comentários 06 de julho de 2017

Centro Materno Infantil e Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva serão contempladas com verba de R$ 600 mil


Duas unidades de saúde de Anápolis serão contempladas com recursos financeiros oriundos do Tesouro Municipal. Na última quarta-feira, 5, o prefeito Roberto Naves assinou projeto de lei que garante R$ 120 mil para a Sociedade São Vicente de Paulo – Centro Materno Infantil e R$ 480 mil para a Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva. O propósito dos termos de fomento, que somam R$ 600 mil, é incrementar os serviços prestados pelas entidades.
O projeto de lei será apreciado pela Câmara Municipal já na próxima semana, em sessão extraordinária, mas tem o apoio de todos os vereadores para sua aprovação. Assim, o recurso poderá chegar às unidades de saúde em curto espaço de tempo. “E isso será fundamental para a sequência do nosso trabalho, que estava ameaçado de interrupção por força das dificuldades financeiras do Materno Infantil”, explica Lília Ferreira Bezerra Ribeiro, diretora da filantrópica.
Em discurso, Lília Ribeiro destacou se tratar da primeira vez, nos 23 anos existência da unidade, que se estabelece uma parceria com o município. “Nunca tivemos apoio semelhante por parte de outro prefeito. Em nome do Centro Materno Infantil, quero agradecer ao prefeito Roberto Naves, que havia feito o compromisso de nos apoiar ainda durante a sua campanha e hoje vem até aqui para cumpri-lo”, diz a diretora, frisando que no local são realizados até 12 mil procedimentos por mês.
Fundador do Materno Infantil, o ex-vereador José Vieira da Silva, hoje tesoureiro da entidade, faz coro à declaração da colega diretora. Ele ressalta que o trabalho é realizado com muita dificuldade, já que todos os atendimentos são via Sistema Único de Saúde (SUS), que não reajusta a tabela de procedimentos há 17 anos. “Nesse período tudo aumentou, material de consumo, salário dos profissionais. Nós chegamos a um ponto que sem essa ajuda teríamos que suspender o atendimento”, detalha.
Conforme José Vieira, o recurso será utilizado para incrementar o serviço, torná-lo ainda melhor. “Em dezembro tomamos dinheiro emprestado para fazer frente à demanda e agora, com o apoio do prefeito Roberto Naves e da secretária Luzia Cordeiro, poderemos sair do sufoco”, relata o tesoureiro, lembrando que a unidade precisa também tomar outras providências para que a situação não volte a se agravar.
Para a Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva, que realiza cerca de 1500 atendimentos e 380 partos por mês, o novo aporte financeiro é a garantia da manutenção e mesmo da ampliação dos serviços prestados. “Não me recordo de outra ação desse tipo por parte da Prefeitura e quero agradecer ao prefeito Roberto Naves e à secretária Luzia Cordeiro por esse apoio tão importante para nós e nossos usuários”, fala Camila Colombo, administradora da Maternidade.
SENSÍVEL ÀS DEMANDAS
Para a secretária de Saúde, Luzia Cordeiro, a administração municipal está atenta e sensível às demandas do anapolino e que os serviços prestados pelo Materno Infantil e pela Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva são de extrema importância para a população. “São parceiros imprescindíveis, que trabalham pela comunidade e sem os quais não conseguiríamos alcançar resultados tão positivos”, atuar comenta.
Luzia Cordeiro explica que em relação ao Materno Infantil, existe uma contratualização do SUS para ultrassons e raios-x, atendimentos pediátrico e de ginecologia, além de outras consultas. “O que buscamos agora com esse termo de fomento é ampliar os serviços já prestados com muita qualidade pela entidade”, diz a secretária. Sobre a Maternidade Dr. Adalberto, Luzia Cordeiro lembra se tratar do único local em Anápolis que realiza partos de baixa complexidade pelo SUS e que a ideia é incrementar esses e outros procedimentos. “Também vamos participar do conselho da Maternidade como forma de colaborar com a gestão. Não queremos apenas dar o dinheiro e sim apoiar em tudo que nos for possível”, conclui.
QUALIDADE
Para além de cumprir compromissos assumidos com as entidades contempladas com os termos de fomento, o aporte de R$ 600 mil para o Materno Infantil e a Maternidade Dr. Adalberto representam passos no sentido de oferecer saúde de excelência em Anápolis. Essa é a avaliação do prefeito Roberto Naves, feita durante as assinaturas dos projetos de lei que devem garantir mais tranquilidade para o funcionamento das duas entidades.
Segundo o prefeito, muitos desafios já foram superados na saúde desde o início da atual gestão e importantes avanços já estão em curso para garantir qualidade no atendimento aos usuários. “Além do apoio a esses grandes parceiros, temos recurso em conta para a reforma e transformação do CAIS do Jardim Progresso em UPA, a retomada da construção de unidades de saúde, como a do Parque Iracema, agendada para a próxima quinta-feira, 13 de julho; apenas para citar duas de várias ações que estamos empreendendo”, finaiza Roberto Naves.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Hospital de Urgências capta coração para transplante pela primeira vez

31/08/2017

Pela primeira vez em sua história, o Hospital de Urgências de Anápolis “Doutor Henrique Santillo” promoveu o transplan...

Oferta de leitos de UTI será ampliada

24/08/2017

A falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Anápolis está sendo enfrentada de forma prioritária. A secretá...

Saúde da Família integra programa contra o tabagismo

24/08/2017

O programa Estratégia de Saúde da Família, da Secretaria Municipal de Saúde já conta com a adesão de 100% das equipes d...

Cirurgias pediátricas tem fila de espera reduzida

18/08/2017

Já medicado, o garoto J.B.N., 4, demonstrava tranquilidade, ao entrar no centro cirúrgico do Hospital Evangélico, para rea...