(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Uma eleição, dois candidatos e a decisão nas mãos do eleitor brasileiro

Política Comentários 25 de outubro de 2018

Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT). Um deles será o futuro Presidente da República


Um é paulista da capital, o outro, do interior. É o pouco do que têm em comum os dois candidatos à Presidência da República, que passaram para o segundo turno da eleição, a ser decidida neste domingo,28, por mais de 147.302.357 eleitores aptos ao voto no País. Em Anápolis, estão aptos para irem às urnas 268.394 eleitores.
Fernando Haddad (PT/PC do B/PROS) é natural de São Paulo, vai completar 55 anos no dia 25 de janeiro próximo. É casado com Ana Estela Haddad e pai de Frederico e Ana Carolina. Advogado e professor de Ciência Política na Universidade de São Paulo (USP), instituição pela qual se graduou bacharel em direito, mestre em economia e doutor em filosofia, Haddad foi ministro da Educação nas gestões dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff e Prefeito de São Paulo, no período de 2013-2016. Com a impossibilidade de Lula concorrer à eleição, por vedação da Justiça Eleitoral, Haddad, que era vice na chapa petista, foi anunciado apenas em setembro último como candidato a Presidente. No primeiro turno eleitoral, ele conquistou 31.342.051 votos.
À Justiça Eleitoral, o candidato do PT declarou bens no valor de R$ 428.451,09. Sua vice é a Deputada Estadual do Rio Grande do Sul, Manoela d´Ávila.
Jair Messias Bolsonaro é natutal de Campinas, no interior paulista. Tem 62 anos e é casado com Michelle de Paula Firmo Reinaldo e pai de Flávio, Carlos, Eduardo, Renan e Laura. Militar da reserva do Exército Brasileiro, Bolsonaro (PSL/PRTB) está no exercício do sétimo mandato como Deputado Federal e, pela primeira vez, disputa a faixa presidencial
Bolsonaro anunciou sua sua pré-candidatura à Presidência ainda em março de 2016. Na época, ele era do Partido Social Cristão. Em janeiro deste ano, no entanto, ele mudou de legenda, passando a integrar os quadros do Partido Social Liberal (PSL). No primeiro turno eleitoral, ele obteve 49.27.010 votos (46,03% dos votos válidos), chegando muito próximo de vencer a batalha eleitoral no primeiro turno.
À Justiça Eleitoral, Bolsonaro revelou bens no valor de R$ 2.286.79,48. Seu vice é o general da reserva, Hamilton Mourão.


Projetos e ideias de Bolsonaro e Haddad
Bolsonaro:
LIBERALISMO
ECONÔMICO
-Economia de mercado como instrumento de geração de emprego, renda, prosperidade e inclusão social. Rebaixar a inflação e os juros. Atingir um superávit primário já em 2020.

ESTRUTURA
-Redução do número de ministérios. Fim do aparelhamento dos ministérios. Cada gestor, diante de suas metas, terá que justificar suas demandas por recursos públicos.

ARMAS
-As armas são instrumentos, objetos inertes, que podem ser utilizadas para matar ou para salvar vidas. Isso depende de quem as está segurando: pessoas boas ou más. Um martelo não prega e uma faca não corta sem uma pessoa.

CORRUPÇÃO
-Transparência e combate à corrupção são metas inegociáveis. Como pilar deste compromisso, iremos resgatar “As dez medidas contra a corrupção”, proposta pelo Ministério Público Federal e apoiadas por milhões de brasileiros e encaminhá-las para aprovação no Congresso Nacional.

EDUCAÇÃO
-Precisamos inverter a pirâmide: o maior esforço tem que ocorrer cedo, com a educação infantil, fundamental e média. Quanto antes nossas crianças aprenderem a gostar de estudar, maior será o seu sucesso.

SAÚDE
-O Prontuário Eletrônico nacional será o pilar de uma saúde na base informatizada e perto de casa.
-Credenciamento universal dos médicos: toda força de trabalho da saúde poderá ser utilizada pelo SUS, garantindo acesso e evitando a judicialização.

PREVIDÊNCIA
- Há de se considerar aqui a necessidade de distinguir o modelo de previdência tradicional, por partição, do modelo de capitalização, que se pretende introduzir. E as reformas serão necessárias tanto para aperfeiçoar o modelo atual, como para introduzir um novo modelo.

SOCIAL
- Nossa meta é garantir, a cada brasileiro, uma renda igual ou superior ao que é pago atualmente pelo Bolsa Família.

TRABALHO
-Criaremos uma nova carteira de trabalho verde e amarela, voluntária, para novos trabalhadores. Assim, todo jovem que ingresse no mercado poderá escolher entre um vínculo empregatício baseado na carteira de trabalho tradicional (azul) - mantendo o ordenamento jurídico atual- ou uma carteira verde e amarela (onde o contrato individual prevalece sobre a CLT, mantendo todos os direitos constitucionais).

AGRICULTURA
- Segurança no campo.
-Solução para a questão agrária.
- Uma só porta para atender as demandas do Agro e do setor rural.

Haddad:
SOBERANIA
NACIONAL
-O tempo presente impõe o desafio de refundar e aprofundar a democracia no Brasil na contramão do avanço do conservadorismo no cenário internacional, do autoritarismo na América Latina, do neoliberalismo e da intolerância no Brasil.

REFORMA
DO ESTADO
-É preciso instituir medidas para estimular a participação e o controle social em todos os poderes da União (Executivo, Legislativo, Judiciário) e no Ministério Público, condição fundamental para o reequilíbrio de poder e valorização da esfera pública no País, e para efetivamente direcionar a ação pública às necessidades da população.

PREVIDÊNCIA
-Nosso compromisso primordial para assegurar a sustentabilidade econômica do sistema previdenciário é manter sua integração, como definida na Constituição Federal, com a Seguridade Social. Rejeitamos os postulados das reformas neoliberais da Previdência Social.

AFIRMAÇÃO
DE DIREITOS
-Promover políticas para as mulheres visando a igualdade de gênero.
-Promover políticas de igualdade racial.
- Promover os direitos das juventudes.
-Promover a cidadania LGBTI+
-Promoção dos direitos dos idosos e inclusão das pesssoas com deficiência.

PACTO FEDERATIVO
-Nosso governo investirá no fortalecimento da cooperação e colaboração federativa, como os consórcios públicos, entre outras ferramentas, e no desenvolvimento institucional de Estados e Municípios.

EDUCAÇÃO
-O futuro presidente vai revogar a reforma do ensino médio implantada pelo governo golpista, que estabeleceu que uma parcela importante da grade curricular seja ofertada na modalidade de ensino à distância.

SAÚDE
-O governo fortalecerá a regionalização dos serviços de saúde, que deve se pautar pela gestão da saúde interfederativa, racionalizando recursos financeiros e compartilhando a responsabilidade com o cuidado em saúde.

SOCIAL
-O governo criará o Programa Emergencial de Emprego e restabelecerá as bases que estruturaram o SUAS nos marcos de um novo pacto federativo, com revisão da partilha de recursos e responsabilidades dos entes federados.

SEGURANÇA
- A prioridade da política de segurança deve ser a redução expressiva de mortes violentas. Refazer as bases para um Plano Nacional de Redução de Homicídios é urgente.

TRABALHO
- Revogar a reforma trabalhista de Temer, substituindo-a pelo Estatuto do Trabalho, produzido de forma negociada; - Implementar o programa “Meu Emprego Novo”, visando elevar a renda, ampliar o crédito e gerar novas oportunidades de trabalho. A grande prioridade será a juventude.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Política

Ronaldo Caiado acusa Governo de usar dados para mascarar crise do Estado

08/11/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (Democratas) cobrou maior transparência nos dados repassados à equipe de transição pel...

Partido realiza ação social em prol da Casa Joana

08/11/2018

O Democratas Mulher Anápolis irá realizar nesta sexta-feira, 09, a partir das 09 horas, em Anápolis, uma manhã odontológ...

Vereador exige explicações para aumento da energia elétrica em Goiás

08/11/2018

O vereador João da Luz (PHS) informou na tribuna, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,07, que esteve em Bra...

Ronaldo Caiado terá muitos desafios para enfrentar em sua terra natal

02/11/2018

Não dá para falar que se trata de uma “herança maldita”. Mas, dá para dizer que os “gargalos” de Anápolis vão o...