(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Um grande canteiro de obras do Brasil

Infraestrutura Comentários 29 de julho de 2014

Hoje, o Município, seguramente, está entre os que, proporcionalmente, têm maior número de obras em andamento por todo o País


Quem cruza a Cidade pela BR-153/060, certamente, se impressiona com o número de homens e máquinas trabalhando. No acesso ao Distrito Agro Industrial (DAIA), o Governo Federal, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está construindo um viaduto para melhorar o intenso fluxo de tráfego na região. Logo à margem da pista, há outra construção vultosa: o prédio do Centro de Convenções, que será um dos maiores do País. Um pouco abaixo, a Prefeitura, com recursos de compensação ambiental da Valec, está construindo o Parque da Cidade, que será o maior em área de Goiás. Cruzando o parque e com um túnel atravessando as proximidades do viaduto, está a Ferrovia Norte-Sul, há pouco inaugurada pela Presidente Dilma Rousseff, obra que consumiu bilhões de reais e fará com que Anápolis seja o marco zero da vai férrea, que vai até o Maranhão.
E não pára por aí. Bem próximo ao Distrito Agro Industrial, o Governo Estadual trabalha em ritmo acelerado na construção de um aeroporto de cargas, que terá capacidade para pouso e decolagens dos maiores cargueiros e, com isso, produtos de alto valor agregados poderão ser exportados, e importados, via aérea. Ainda este ano, o aeroporto deve ser licitado junto com a Plataforma Logística Multimodal, que é um espaço destinado a receber empresas que atuam na área de armazenagem e distribuição de bens e serviços.
Com a localização privilegiada do Município, a existência de uma Estação Aduaneira de Interior (Porto Seco) para desembaraço de mercadorias alfandegadas e, ainda, a de duas ferrovias (Centro Atlântica e Norte-Sul), mais as rodovias (BRs 153-060 e 414), que permitem a ligação do extremo norte ao Sul do País, obviamente, a região está plenamente vocacionada para ser o coração mercantil do Brasil.
Há outras obras, não menos importantes, em andamento, como o novo presídio; o centro de internação para menores e a canalização do Córrego Antas e a implantação de galerias de captações de águas pluviais em áreas consideradas críticas para alagamentos, como é o caso das avenidas JK e Universitária, a primeira já concluída e a segunda em andamento. Além de, pelo menos, quatro novas unidades de saúde e o anel viário do DAIA. Neste mês, em que comemora o seu 107º aniversário de emancipação, o Município irá também ganhar mais um hospital (a Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24 horas).
Ainda em fase de projeto, sem obras iniciadas, o Parque Tecnológico, que deverá ser implantado numa área de 100 alqueires, vizinha ao Distrito Agro Industrial, para atrair empresas ligadas à área de pesquisa e de base tecnológica. Segundo os idealizadores, a intenção é aportar cerca de R$ 1 bilhão em investimentos.

Resumo dos investimentos

AEROPORTO - R$ 200 MILHÕES
CENTRO DE CONVENÇÕES - R$ 114 MILHÕES
PARQUE AMBIENTAL - R$ 10 MILHÕES
ANEL VIÁRIO DO DAIA - R$ 11 MILHÕES
VIADUTO DA BRASIL - R$ 14,5 MILHÕES
CANALIZAÇÃO DO RIBEIRÃO ANTAS - R$ 25 MILHÕES
PRESÍDIO - R$ 12,9 MILHÕES
CENTRO DE INTERNAÇÃO DE MENORES- R$ 5 MILHÕES
IMPLANTAÇÃO DE GALERIAS PLUVIAIS- R4 3,5 MILHÕES
NORTE-SUL (ANÁPOLIS A PALMAS-TO) – R$ 4,2 BILHÕES
PÁTIO DA NORTE-SUL - R$ 85 MILHÕES
Parque da Cidade
O Parque da Cidade é resultado de um investimento da Valec (empresa estatual responsável pela obra da Ferrovia Norte-Sul), de R$ 10 milhões, que vai dar a Anápolis um novo cartão postal. Construído à margem direita da ferrovia, nas proximidades do Túnel 1, na saída Sul pela Avenida Brasil, terá um milhão de metros quadrados e deverá ser o maior em extensão em área urbana no Estado de Goiás. O local terá ampla área verde, incluindo quiosques; pista de caminhada e de ciclismo; área de lazer e estacionamento, além de espaço de convivência e aparelhos de ginástica.

Contorno do DAIA
O Estado está investindo R$ 11 milhões nesta obra, que é executada através da Secretaria de Indústria e Comércio e da Goiasindustrial. Antiga reivindicação dos empresários estabelecidos no DAIA, o projeto tem como objetivo facilitar o escoamento da produção das indústrias, lidando o Distrito Agro Industrial à BR-060, na saída para Brasília. Hoje, são mais de 150 plantas em operação, incluindo quase duas dezenas de indústrias farmacêuticas e uma montadora de automóveis, o que gera um grande fluxo de tráfego de veículos pesados e, em muitos casos, envolvendo operações complexas de logística.

Pátio da Norte-Sul
Obra considera essencial à operacionalidade da ferrovia Norte-Sul, foi construído um pátio de manobras com custo estimado de R$ 85 milhões. Conforme informações da Valec, foram gastos em torno de 5,2 mil toneladas de trilhos, permitindo às locomotivas e composições fazerem um traçado mais rápido “e mais inteligente”, inclusive, criando condições para ligar a Norte-Sul à ferrovia Centro Atlântica. O pátio de manobras ocupa uma área de mais de 09 alqueires.

Presídio
Na região Norte, nas proximidades da Base Aérea, está em andamento outra obra muito aguardada: o novo presídio, com investimento de R$ 12,9 milhões, oriundos do Governo Federal/Departamento Penitenciário Nacional, com contrapartida do Estado. O complexo prisional terá uma área de 5.617 metros quadrados, onde funcionarão dois pavilhões com 150 celas cada, além de módulos de corpo da guarda; áreas de administração; saúde; sistemas próprios de água; energia e gás; cozinha e locais para a guarda de presos portadores de deficiência física. A obra está em estágio adiantado e deverá ser entregue agora no segundo semestre.

Canalização do Antas
Outra obra importante, realizada com recursos federais, e contrapartida do Município, é a canalização do Ribeirão Antas. O projeto abrange a construção de uma bacia de contenção para o acondicionamento de águas pluviais, no lago que fica no interior do Central Parque “Senador Onofre Quinan”, na Vila Góis/Nações Unidas. O leito do Antas está sendo alargado e reforçado com obras de arte. Além de promover a recuperação ambiental, o projeto prevê, também, a construção de uma via marginal de mais de 02 quilômetros de extensão, fazendo a ligação entre a Rua Engenheiro Portela e a Avenida Presidente José Sarney. O custo da obra é de R$ 25 milhões.

Aeroporto de Cargas
O aeroporto contará com uma pista principal de 3,2 mil de comprimento com 75 metros de largura, sendo 30 metros (15 de cada lado) de “stop way”, uma espécie de pista de desaceleração de emergência que funciona como área de escape. O pátio de estacionamento de aeronaves terá 40 mil metros quadrados em concreto. A obra está estimada em R$ 200 milhões, uma parte custeada pelo Governo do Estado e, a outra, aportada pela iniciativa privada, principalmente, na etapa do projeto que envolve a parte operacional. O Aeroporto estará praticamente acoplado com a Plataforma Logística Multimodal e dará condições para que o escoamento da produção seja feito por três diferentes sistemas: o rodoviário, o ferroviário e o aéreo.
Centro de Convenções
À margem da BR-060, a obra chama a atenção. E não é por menos. O Centro de Convenções de Anápolis será o maior da região Centro-Oeste, inclusive, maior que o de Goiânia. O projeto prevê salas multiuso; dois auditórios para 2.300 e 700 lugares; sanitários; áreas para administração, manutenção e primeiros socorros; salas de exposições e pavilhão de teatros; nas salas e no pavilhão serão construídos um restaurante; salas de apoio; cozinha; auditórios; estacionamento; sanitários; camarotes; camarins, teatro de arena e demais dependências necessárias para a apresentação de espetáculos musicais e de orquestras. O investimento total está orçado em R$ 114 milhões, recursos do FunProduzir, da Secretaria de Indústria e Comércio. O Centro de Convenções terá nada menos do que 32 mil metros de área construída.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Infraestrutura

Secretaria fiscaliza queda brusca de vazão no Ribeirão Piancó

28/09/2017

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos está encaminha...

Drenagem urbana é um grande desafio para a gestão pública

28/09/2017

Durante encontro com empresários na Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA), ocorrido na noite da última qu...

Plano para recuperar estradas

14/09/2017

Para dar garantias de que, no período chuvoso, as estradas vicinais estarão em boas condições de escoamento da produção...

Antigas erosões são combatidas em vários setores

31/08/2017

Enquanto vários projetos estão aguardando a aprovação junto ao governo federal, a Prefeitura de Anápolis, com recursos p...