(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 498

Geral Comentários 12 de dezembro de 2014

Notas Gerais


Vai melhorar
O ano de 2014 foi muito difícil do ponto de vista econômico, mas o próximo exercício deve ser melhor, segundo o presidente da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), Murilo Portugal. "O Brasil cresceu muito aquém do seu potencial, mas nossas expectativas apontam para um ano melhor em 2015", disse ele. Portugal relembrou os principais acontecimentos em 2014, como as eleições e a Copa do Mundo no Brasil. Para ele, as urnas não geraram uma divisão da sociedade, mas mostraram a busca de caminhos em comum para obter um país mais rico, mais justo e sustentável.

Três desafios
O presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, afirmou que para que a economia retome um ciclo virtuoso é preciso que o País enfrente três desafios. "Um deles é consolidar a inclusão financeira. Também é importante fomentar a criação de produtos e o hábito de poupar", destacou. Para Alexandre Tombini, um segundo desafio é "ampliar o financiamento a pequenas e médias empresas", pois elas são muito importantes na geração de empregos no País e para o nível de atividade. "Um terceiro desafio é integrar ainda mais o mercado de capitais a investimentos de longo prazo."

PT versus PMDB
O PT estuda aderir ao bloco governista que vinha sendo organizado pelo PROS, PCdoB e PDT. Com outros partidos menores, o grupo pode chegar a ter próximo de 150 membros. Com isso, seria uma alternativa à concentração de poder do PMDB e de seu líder na Câmara, o deputado Eduardo Cunha-RJ. O PT, como maior partido da Casa na próxima legislatura, terá uma posição de liderança no novo agrupamento de partidos. O PMDB tem a segunda maior bancada, mas Cunha tem conseguido atrair partidos com perfil mais conservador para apoiar sua candidatura à Presidência da Câmara Federal.

Lava Jato
O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) informou que parlamentares da oposição vão apresentar um relatório paralelo na CPI mista da Petrobras em que pedirão o indiciamento do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, além do deputado Luiz Argôlo (SD-BA), do deputado cassado André Vargas-PR e de empresários presos na Operação Lava Jato. Na visão de Sampaio, o relatório oficial “pegou leve demais”. O documento será entregue no mesmo dia em que será votado o relatório da comissão, elaborado pelo relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS).

Polêmica
O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse que não se arrepende das declarações dirigidas à deputada Maria do Rosário (PT-RS) e reiterou o argumento de que estava apenas se defendendo, pois, segundo ele, a parlamentar gaúcha o chamou de estuprador em um episódio ocorrido há 11 anos. Bolsonaro também afirmou que sua palavra é uma "arma" na Câmara e que ele é "uma pessoa que importuna" para chamar a atenção. "Minha arma aqui na Câmara é minha palavra. Você tem que chamar atenção. Se não chamar, ninguém vai assistir você. Sou uma pessoa que importuno", declarou o parlamentar.

Veto a Ciro
A cúpula do PMDB mandou um recado à presidente Dilma Rousseff de que não aceita o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes no Ministério da Integração Nacional. Esse cenário surgiu depois que o governador do Ceará, Cid Gomes, emitiu sinais de que preferiria ir para o Banco Interamericano de Desenvolvimento em vez de comandar o Ministério da Educação. Com o veto, o próprio Cid Gomes passou a considerar poder participar do segundo mandato de Dilma. O PROS, partido do governador, quer o Ministério da Integração Nacional, pasta que também é cobiçada pelo PMDB e pelo PT.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Geral

Previdência alerta para novo golpe de estelionatários

16/11/2018

Os servidores públicos devem estar atentos a um golpe que vem sendo aplicado por estelionatários. Por meio de carta e de co...

Multas e débitos de veículos já podem ser parcelados no cartão

16/11/2018

O parcelamento de infrações de trânsito já estão valendo em Goiás, desde a última segunda-feira, 12, pelo programa Par...

Assembleia Legislativa analisa convalidação do ICMS em Goiás

16/11/2018

O governador José Eliton encaminhou na terça-feira, 13, para apreciação da Assembleia Legislativa, o projeto de lei que c...

Campeonato de Tiro Esportivo reúne mais de 400 competidores do País em Anápolis

16/11/2018

Mais de 400 atiradores de todos os estados brasileiros participam da Etapa Final do XXXI Campeonato Brasileiro e Open Interna...