(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 400

Geral Comentários 11 de janeiro de 2013


Inflação maior
Pressionada por alimentos e gastos pessoais como empregados domésticos, a inflação oficial fechou o ano passado acima das expectativas de mercado, mas ficou abaixo do nível registrado em 2011. A variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo ficou em 5,84%, segundo dados divulgados pelo IBGE. A projeção do último boletim do Banco Central indicava um avanço de 5,71%. A meta estipulada pelo governo é de 4,5%, com margem de dois pontos para cima e para baixo. Em 2011, o índice foi de 6,5%. Em dezembro, o IPCA foi de 0,79%, o maior para o mês desde 2004. Também ficou acima do de outubro (0,60%), e em dezembro de 2012, quando a alta foi de 0,5%.

Aposentados
O Ministério da Previdência corrigiu para 6,20% o reajuste dos aposentados e pensionistas do INSS. Foi divulgado o reajuste de 6,15%. O valor foi corrigido ao índice de inflação INPC anunciado mais cedo pelo IBGE. A medida vale para o benefício de janeiro, cujo pagamento cai em fevereiro. Com a mudança, o novo teto da Previdência Social será de R$ 4.159,00, contra os R$ 4.157,05 definidos ontem. Os índices de reajustes dos benefícios e a nova tabela de contribuição dos segurados empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos será republicada na sexta-feira (11). O reajuste impacta 9,2 milhões de benefícios acima do piso previdenciário.

Falta de energia
Além da falta de chuva que vem afetando o nível das reservas das usinas hidrelétricas, o setor elétrico sofre com mais um problema: o atraso de, até, sete anos na construção de usinas, subestações e linhas de transmissão. No caso da transmissão de energia, 76% das obras estão atrasadas, em média 15 meses atrás do cronograma estipulado. Um dos atrasos mais significativos é a linha de transmissão que irá ligar as usinas do rio Madeira ao Sistema Interligado Nacional. Maior aposta de expansão de oferta de energia para este ano, as usinas de Jirau e Santo Antônio, em Rondônia, estão entrando em operação sem que haja uma linha sequer suficiente para escoar a energia produzida.

Guerrilha de volta
As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia decidiram não prorrogar o cessar-fogo de dois meses determinado em novembro. Com isso, os rebeldes deverão voltar a atacar de forma oficial no próximo dia 20. O fim da trégua foi anunciado na noite de quarta-feira pelo negociador da guerrilha, Iván Márquez, em entrevista coletiva em Havana, onde ocorre o diálogo com a administração do presidente Juan Manuel Santos. Márquez disse que só terminará os combates se o governo se comprometer a fazer um cessar-fogo bilateral, que foi recusado por Santos há dois meses. "Apenas a assinatura de um cessar-fogo bilateral seria possível, se o governo considerar viável tal medida".

Morte de jornalistas
Os assassinatos por encomenda se tornaram uma ameaça maior à vida de jornalistas do que as guerras. O alerta é de Jim Boumelha, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas. Um relatório da IFJ informa que 121 jornalistas foram assassinados em 2012 no exercício da profissão. O ranking é liderado por Síria (35 casos) e Somália (18). O Brasil aparece em quinto lugar, com seis mortes --Eduardo Carvalho, do "Última Hora News" (MS); Valério Luiz, da rádio Jornal 820 (GO); o blogueiro Décio Sá (MA); Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, do "Jornal da Praça" (MS); Mário Randolfo Marques, do "Vassouras na Net" (RJ); e Laécio Souza, da Sucesso FM (BA).

Poda gera multa
O ex-secretário de Negócios Jurídicos da prefeitura e ex-governador de São Paulo Cláudio Lembo foi multado em R$ 10 mil pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente por ter podado uma árvore sem autorização. A poda aconteceu em maio de 2010, mas a punição só foi publicada no "Diário Oficial" esta semana. O então secretário diz ter pedido à época que um galho da figueira de sua casa fosse podado, mas como não obteve retorno, contratou um técnico particular para fazer o serviço, o que é proibido. A secretaria disse que após uma denúncia, uma equipe foi à casa de Lembo e viu que a copa da árvore fora removida, o que caracteriza crime ambiental.

Autor(a): Everthon Daer

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

PROCON vê medidas para impedir os abusos nos preços

16/11/2017

A superintendente do Procon Goiás, Darlene Araújo, afirmou na última terça-feira, 14, que, em conjunto com a Delegacia do...

Dona de casa tem direito aos benefícios do INSS?

16/11/2017

A Previdência Social é o ombro amigo da população brasileira, e tem como um dos princípios a solidariedade que busca amp...

Conferência debate os rumos da saúde

16/11/2017

A 10ª Conferência Municipal de Saúde será realizada nos dias 04, 05 e 06 de dezembro próximo. Na oportunidade, serão de...

Joanápolis sedia a Festa do Milho

16/11/2017

Agregar valor à produção local e movimentar a economia. É com este objetivo que a Prefeitura, via Secretaria Municipal de...