(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 395

Geral Comentários 07 de dezembro de 2012

Notas Gerais


Chicote do padre
O padre Mansueto Pontarolo, da paróquia de Matinhos (litoral do Paraná), não gosta de chamar a polícia para resolver balbúrdias em frente à igreja. Quando algo ameaça a ordem, ele lança mão de um chicote. "É como o pai que usa o chinelo. Não é para agredir, é para impor respeito." Porém, a família de uma menina de 12 anos diz que ela levou um golpe no rosto quando Pontarolo dispersava um grupo de estudantes que comemorava, na frente da igreja, o fim do ano letivo jogando ovos e farinha uns nos outros. O padre nega. "Eu espantei com o chicote e teve alguém que se doeu", diz o padre, 49 anos, na cidade há sete. A mãe da menina não quis representar contra ele.

Poupança maior
O Banco Central informou nesta quinta-feira (6) que os depósitos superaram as retiradas em caderneta de poupança no valor de R$ 40,5 bilhões entre janeiro e novembro deste ano - novo recorde histórico, superando até mesmo 2010 inteiro, quando R$ 38,6 bilhões ingressaram na mais tradicional modalidade de investimentos do País. O ano de 2010 representava o recorde anterior para um ano fechado na série histórica do Banco Central, que tem início em 1995. Os números desta espécie de operação monetária mostram que a mudança do formato de rentabilidade da caderneta de poupança (cálculos dos rendimentos), em maio deste ano, não afastou a maioria dos poupadores.

Vida X arte
De acordo com a polícia do condado de Nassau, em Nova York, um morador de Long Island atirou na namorada após um debate sobre o programa "The Walking Dead". A série, um dos maiores sucessos da TV no momento, é baseada nos quadrinhos criados por Robert Kirkman e conta a história de um grupo de humanos que tenta sobreviver a uma praga que transformou a maior parte da população do planeta em zumbis. Na noite de domingo (2), Jared Gurman, 26, estava na casa da namorada (a polícia não revelou a identidade dela) assistindo à "The Walking Dead" e começou a falar que "um acidente militar poderia acontecer de verdade e liberar um vírus semelhante ao da série."

Lei seca
A Prefeitura de Orlândia (365 km de São Paulo) pode ficar sem o serviço de captação de água por falta de pagamento de energia elétrica. A dívida com a distribuidora é de R$ 2,5 milhões, equivalente ao período de janeiro a outubro deste ano. A fim de firmar um acordo com a distribuidora, o prefeito Rodolfo Tardelli Meirelles (PTB) encaminhou um projeto de parcelamento de dívida à Câmara. O pedido para parcelar a dívida em 36 vezes de R$ 70 mil, porém, foi rejeitado por quatro votos a dois. A concessionária informou que serviços como captação de água - que dependem de energia para que ela seja bombeada - podem ser suspensos caso não haja um acordo com o município.

Crise na França
O desemprego na França foi a 10,3% no terceiro trimestre de 2012, o maior nível em 13 anos. A taxa, baseada nos critérios da Organização Internacional do Trabalho, mostrou o desafio que enfrenta o presidente François. A fração de jovens desempregados subiu consideravelmente para 24,9%, ante os 23,6% registrados anteriormente entre a população de até 25 anos de idade. Descontando-se territórios como as ilhas caribenhas da Martinica e Guadalupe, o desemprego medido em todo o território francês foi de 9,9% no período, 0,1 ponto percentual acima do trimestre anterior. Significa que 2,83 milhões de pessoas ficaram sem trabalho, cerca de 3% a mais do que no ano anterior.

Namorada vigiada
O vice-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) Marco Polo Del Nero declarou à Polícia Federal que contratou serviços de detetives para "vigiar" a namorada. Del Nero é investigado na Operação Durkheim, que apura a atuação de um grupo especializado na quebra ilegal de sigilos telefônico, bancário e fiscal. Em depoimento em novembro, Del Nero disse que fez contato com investigados "apenas para conhecer melhor sua namorada, visto que tem intenção de continuar o namoro e até se casar". O dirigente afirmou que contratou dois arapongas (detetives particulares) em períodos diferentes e pagou a eles R$ 5.000 e R$ 3.000, respectivamente, pela espionagem.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Convênios públicos têm nova regulamentação

11/05/2017

A Câmara Municipal realizou audiência pública nesta quinta-feira,11, em conjunto com a Prefeitura de Anápolis, para trata...

Corpo encontrado em lago é de empresário anapolino

04/05/2017

Na noite desta quinta-feira, 04, informação colhida pelo Jornal “A Voz de Anápolis”, junto a um irmão de Edmar Almeid...