(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 373

Geral Comentários 06 de julho de 2012

Notas Gerais


CPI convoca
A CPI do Cachoeira aprovou as convocações de Fernando Cavendish, presidente licenciado da Construtora Delta; Luiz Antônio Pagot, ex-diretor do Dnit; de Raul Filho (PT), prefeito de Palmas e de Paulo Vieira, o Paulo Preto, ex-diretor da Dersa no governo de José Serra (PSDB-SP). Os depoentes não serão questionados pela CPI se recorrerem ao direito de permanecerem calados. Apenas serão obrigados a entrar na sala da CPI, fazer essa comunicação e sair. Essa decisão foi tomada pela CPI, que manteve um rito que vinha seguindo desde o depoimento de Carlos Cachoeira. O DEM anunciou que irá recorrer ao STF para ter o direito de fazer questionamentos aos convocados.

Dilma vaiada
Durante visita a São Bernardo do Campo (SP) a presidente Dilma Rousseff enfrentou um protesto de estudantes e servidores de universidades federais em greve. Dilma ouviu queixas de 30 representantes da Universidade Federal do ABC e da Unifesp sobre a falta de reajuste para servidores e de problemas de infraestrutura nos campi na Região Metropolitana de São Paulo. Os estudantes gritavam: "Dilma a culpa é sua, a minha aula é na rua". Os manifestantes protestaram durante a cerimônia de inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento. "O pessoal pode se acalmar que as coisas irão para os seus lugares na hora certa. Pode ter certeza disso", disse ela, ao final de seu discurso.

Terroristas presos
Cinco homens e uma mulher foram detidos em Londres por supostas atividades terroristas, mas as detenções não estão relacionadas com os Jogos Olímpicos, informou a Scotland Yard. Os detidos, alguns deles com nacionalidade britânica, foram levados a uma delegacia do leste de Londres depois de serem detidos em uma operação policial que contou com a colaboração dos serviços secretos do Reino Unido. A Polícia indicou que a operação está relacionada com um complô para promover atentados em território britânico, apesar de não ter precisado os possíveis alvos dos terroristas. Segundo a cadeia "BBC", acredita-se que os detidos podem pertencer ao terrorismo islâmico.

Proteção a juízes
Juízes ameaçados de morte no exercício da função terão a proteção ampliada, segundo projeto de lei aprovado na Câmara que segue, agora, para sanção presidencial. A proposta estabelece que juízes, membros do Ministério Público e seus familiares que estiverem em "situação de risco" poderão ter proteção da polícia judiciária, órgãos de segurança institucional e outras forças, como PM. A proteção policial deve ser prestada de forma "imediata" em casos urgentes e deve ser comunicada ao Conselho Nacional de Justiça ou ao Conselho Nacional do Ministério Público. O projeto estabelece que crimes praticados por organizações criminosas devem ser julgados por um colegiado de juízes.

Caos na saúde
O governo do Rio Grande do Norte decretou estado de calamidade pública nas unidades de saúde do Estado. A decisão da governadora Rosalba Ciarlini permite a contratação emergencial de "quaisquer serviços e bens disponíveis, com vistas ao restabelecimento da normalidade na saúde pública". O decreto, que tem validade de 180 dias, prevê reforma e ampliação de hospitais, criação de leitos e compra de medicamentos. A medida ocorre em meio a uma greve de servidores que já dura mais de 60 dias. O Conselho Regional de Medicina acionou o Governo pelas condições do Hospital Walfredo Gurgel, criticando o caos instalado no maior hospital público daquele estado.

Fim das lâmpadas
Está em vigor uma portaria do Ministério de Minas e Energia que pretende tirar, até 2017, todas as lâmpadas incandescentes do mercado. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação, quase 40% do mercado consumidor no Brasil ainda prefere as incandescentes. O modelo mais vendido é o de 60 W, que só poderá ser produzido ou importado até junho de 2013. A comercialização será interrompida um ano depois. O governo defende que a decisão vá fazer com que os consumidores substituam as incandescentes por outras lâmpadas com maior eficiência, como as fluorescentes. O Ministério calcula que com as lâmpadas fluorescentes, a economia é de cerca de 80%.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Uma viagem de realidade e ficção a Praga

18/08/2017

Tudo começou numa viagem de família à Praga, capital da República Tcheca, em 2013. A cidade antiga, cheia de belezas e de...

Anápolis recepciona interessados em conhecer os cursos

18/08/2017

O Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo da Universidade Estadual de Goiás (UEG), em Anápolis, realiz...

Ministério oferece cursos gratuitos e a distância

18/08/2017

Estão abertas as pré-matrículas para cursos de qualificação profissional na área do turismo com subsídios do Programa ...

Governo espera cadastrar 15 mil estudantes

18/08/2017

Depois de ter sido lançado em Anápolis, recentemente, o programa Passe Livre Estudantil foi apresentado de forma detalhada,...