(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 334

Geral Comentários 30 de setembro de 2011

Notas Gerais


Calmaria
As expectativas dos brasileiros a respeito das condições econômicas do País, pouco se alteraram entre os meses de agosto e setembro, mesmo com a piora da crise internacional, refletida nos mercados financeiros. A constatação aparece a partir dos resultados para este mês da tradicional sondagem da Confederação Nacional da Indústria, a respeito das expectativas dos consumidores, com questionamentos sobre renda, emprego e inflação, entre outros temas. Feita com 2.002 consumidores em todo o País, entre os dias 16 e 20 deste mês, a pesquisa aponta que o índice que sintetiza as respostas dos consumidores subiu de 112 para 112,4 pontos entre agosto e setembro.

Enganosa
A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos tomou medidas contra o fabricante de calçados esportivos Reebok após queixas contra seu tênis, vendido como tonificador de glúteos. A FTC anunciou que a Reebok, unidade da alemã Adidas, vai pagar US$ 25 milhões em reembolso para os compradores de seus modelos EasyTone e RunTone. O dinheiro estará disponível, seja em forma direta ou FTC, ou, através de uma demanda coletiva aprovada pela justiça. A Reebok anunciou falsamente que o tênis EasyTone proporcionava 28% a mais de força e tonificação nos glúteos e 11% mais força nos ligamentos e panturrilhas do que os tênis comuns, acrescentou a FTC.

Resgate
Cerca de 60 líderes de duas tribos da Namíbia - a Ovaherero e a Nama - chegaram nesta quinta-feira, 29, a Berlim, na Alemanha, para receberem 20 crânios. Os crânios são de pessoas que pertenciam aos dois grupos étnicos e que foram mortas pelas forças coloniais alemãs durante a guerra e extermínio que ocorreu no país entre 1904 e 1908. Depois de serem repatriados, os restos serão devidamente enterrados em cerimônia na Namíbia. O Museu de História Médica Charité, em Berlim, e o Instituto de Anatomia Charité, da Universidade de Freiburg, trabalharam diretamente na identificação dos restos mortais. A medida é considerada histórica e humanística pelo governo namibiano.

Golpe verde
Parlamentares armaram uma surpresa para o plano do Governo de reduzir três parques na Amazônia por medida provisória: colocaram no texto emendas que acabam com 650 mil hectares de outras áreas protegidas. Uma extensão superior à do Distrito Federal seria subtraída de unidades de conservação no Pará e em Minas Gerais que nada têm a ver com a medida provisória. Tais emendas foram apensadas à MP 542, que Dilma Rousseff baixou em agosto, para acomodar três hidrelétricas em Rondônia e no Amazonas. A medida foi criticada na ocasião por ambientalistas. Segundo as lideranças ecológicas, só se pode alterar o limite de qualquer unidade de conservação por lei.

Torcedores
Em protesto contra os incentivos governamentais que serão dados à construção do “Itaquerão”, novo estádio do Corinthians, torcedores do Palmeiras vão distribuir 20 mil dentaduras de papelão com sorrisos amarelos no próximo jogo do time, no sábado, contra o América-MG, no Canindé, pelo Campeonato Brasileiro. "O torcedor é cidadão e eleitor. Exija igualdade de incentivos para construir o seu estádio", diz o texto da ação, lembrando que a arena do Palmeiras está sendo construída só com recursos privados. O novo estádio palmeirense está orçado em R$ 360 milhões. A construção do futuro estádio do Corinthians recebeu incentivos fiscais num total de R$ 420 milhões.

Estranho leilão
A alta sociedade de Franca, SP, se reuniu, esta semana, num leilão inusitado que vendeu túmulos abandonados a preços mais caros que no Cemitério do Morumbi, onde está enterrado o corpo de Ayrton Senna. Foram disputados, lance a lance, 14 jazigos do Cemitério da Saudade. O preço mínimo por terreno era de R$ 19.325, mas teve quem pagou R$ 65 mil pelo pedaço de terra. Em São Paulo, o terreno mais caro no Cemitério do Morumbi custa R$ 27,9 mil. Com "gavetas" (R$ 4.247) e placa (R$ 1.554), a sepultura sai por R$ 33,7 mil na capital. O lance de R$ 65 mil foi feito por Maria Tereza, mulher de Clóvis Eduardo Pinto Ludovice, dono da Universidade de Franca.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...