(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 319

Geral Comentários 17 de junho de 2011

Notas gerais


Pedestres X veículos
Pressa, preguiça de andar, certeza da impunidade. Independentemente do motivo, muitos pedestres resistem a respeitar as regras de travessia segura. "Minha chefe não vai entender se eu chegar dez minutos atrasada", alega a educadora Fabiana Souza, 23, ao explicar por que não atravessa na faixa. "Se estiver com pressa, vou procurar o caminho mais curto", diz o comerciante Juvenal Carvalho, 64. As frases podem parecer apenas desculpas, mas, cinco semanas após o início de um programa de proteção aos pedestres em São Paulo revelam o quanto os próprios interessados ainda não se conscientizaram sobre o assunto. Este comportamento resulta em milhares de acidentes todos os dias.

Sem desmatamento
Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento preveem um crescimento de 23% na produção de alimentos entre as safras 2010-2011 e 2020-2021 e um aumento de 9,5% da área plantada. Os números apresentados pelo governo mostram que o crescimento da produção agrícola não depende do aumento das áreas agricultáveis - diferentemente do que defendiam os ruralistas, que argumentam que seria necessário modificar o Código Florestal para expandir a produção de alimentos. Segundo o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, "não é preciso derrubar nenhuma árvore" para produzir mais grãos ou aumentar áreas de pastagem para expandir a pecuária de corte.

Televisão mata
Pessoas que ficam mais horas em frente à televisão correm um risco maior de morrer ou de desenvolver diabetes e doenças cardíacas, sugere um novo estudo. "A mensagem é simples", segundo o autor da pesquisa, Frank Hu, da Faculdade de Saúde Pública de Harvard. "Diminuir as horas em frente à TV é uma forma importante de reduzir comportamentos sedentários e as chances de desenvolver diabetes e doenças cardíacas." Todos os dias, os americanos gastam uma média de cinco horas assistindo televisão. Os australianos e alguns europeus, de 3,5 a 4 horas. Quem passa muitas horas em frente à TV não se exercitam, e, em geral, comem alimentos pouco saudáveis, explicou Hu.

Vida em família
Desde o início do século 20 até os dias atuais, muita coisa mudou. As mulheres conquistaram direitos, as cidades evoluíram e toda a dinâmica social e cultural está bem diferente. Ainda assim, alguns detalhes são intrínsecos ao ser humano e não mudam com facilidade. Por isso, o manual de Blanche Ebbut escrito em 1913 continua atual. "O Que as Esposas/Maridos Não Devem Fazer" é um guia, na verdade dois em um único volume, que procura ajudar os jovens casais a manterem um relacionamento feliz e harmonioso. Orientações femininas de um lado e masculinas do outro, o livro oferece uma série comportamentos, hábitos e atitudes a serem evitados na vida doméstica.

Doentes renais
Em dez anos, o país registrou um aumento de 38% na taxa de morte de doentes renais crônicos. Em 2000, dos 46.547 doentes que faziam diálise, 7.000 morreram (15%). Em 2010, o número de doentes tratados foi para 92 mil, com 16.500 mortes (18%). Os dados são de um censo feito pela Sociedade Brasileira de Nefrologia e levado ao Ministério da Saúde. Existem várias situações impulsionando o aumento de mortes. Muitos dos pacientes começam a fazer diálise tarde; o número de nefrologistas é insuficiente; leva-se em média, seis meses para conseguir uma consulta. As máquinas de hemodiálise do país estão velhas e a falta de acesso aos remédios de alto custo.

Efeito Battisti
A cidade italiana de San Polo di Piave, na região do Vêneto, suspendeu o projeto de geminação com o município catarinense de Arroio Trinta como forma de protestar contra a libertação do ex-militante Cesare Battisti. O prefeito Vittorio Andretta afirmou que a decisão foi do Conselho Comunal, que quis dar "um forte sinal" de repúdio ao Brasil, que negou a extradição de Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos cometidos na década de 1970, quando era militante. Preso no Brasil em 2007, ele recebeu o status de refugiado político dois anos depois pelo então ministro da Justiça, Tarso Genro. O assunto ganhou destaque na imprensa do Sul do Brasil.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Anapolino é destaque em competição nacional

21/09/2017

Na última segunda-feira, 18, o prefeito Roberto Naves recebeu em seu gabinete o jovem Gabriel Douglas Araújo, estudante da ...

Promotores de Justiça têm encontro em Anápolis

21/09/2017

Os encontros regionais da Procuradoria Geral de Justiça Presente e de elaboração do Plano Geral de Atuação do Ministéri...

Entenda o que é trabalho intermitente

21/09/2017

A Reforma Trabalhista tem um ponto que necessita de grande destaque, que é a criação de um novo modelo de trabalho que at...

Projeto ampara crianças em situação de risco

21/09/2017

Será lançado nesta sexta-feira, 22, o Projeto Querobem. A solenidade está marcada para o auditório do Bloco F, da UniEVAN...