(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed. 274

Geral Comentários 23 de julho de 2010

Notas Gerais


Copa 2014
O Brasil começa a preparar mudanças na lei para proteger as marcas relacionadas à Copa de 2014 e à FIFA (Federação Internacional de Futebol), mas o mercado publicitário vê abusos nas regras. Um projeto de lei que tramita no Senado veta o uso de expressões como "Copa" em anúncios. E, em breve, o presidente Lula deve assinar um decreto criando comitê dedicado exclusivamente ao tema da propriedade intelectual na Copa. “Atrapalha muito e eu acho que a FIFA comete exageros. Você está no país do futebol e tem termos que você usa no dia-a-dia”, critica Ângelo de Sá Jr, sócio da Indoormedia e vice-presidente da Associação Brasileira de Marketing e Negócios.

Dorminhocos
Quem gosta de ficar na cama até a hora do almoço pode ter um motivo científico para a "vagabundagem": o distúrbio do sono atrasado. O assunto foi um dos temas abordados no 6º Congresso Brasileiro do Cérebro, Comportamento e Emoções, que aconteceu recentemente em Gramado-RS. O organismo humano tem um ciclo diário, de modo que os níveis hormonais e a temperatura do corpo se alteram ao longo do dia e da noite. Depois do almoço, por exemplo, o corpo trabalha para fazer a digestão e, consequentemente, a temperatura sobe, o que causa sonolência. Quando dormimos, a temperatura do corpo diminui e começamos a produzir hormônios de crescimento.

“Indiana Jones”
O ex-militar Ed Stafford, de 34 anos, trocou sua vida na Inglaterra por um desafio: andar por toda a extensão do Rio Amazonas (6.800 km.). Em abril de 2008, partiu da nascente do Rio, em Canamã, no Peru. Vai terminar a aventura onde o Rio desemboca no Oceano Atlântico, no Brasil. Ed está próximo do fim da jornada, em Portel, no Pará. A viagem vem sendo documentada com vídeos, fotos e até um blog mantido por Ed. Faltam menos de 400 Km para o fim do percurso que já custou cerca de 70 mil libras (mais de R$ 192 mil), e só foi possível com a ajuda da família e de patrocinadores. Ele calculou que o percurso duraria um ano, mas agora já foram dois anos e três meses.

Idosos aidéticos
O número de infectados pelo vírus da AIDS (HIV) com mais de 50 anos de idade, mais que dobrou na Grã-Bretanha nós últimos sete anos. Especialistas afirmam que o levantamento, divulgado em uma conferência sobre AIDS em Viena, na Áustria, sublinha a necessidade de se praticar sexo seguro, independentemente da idade. Outros estudos mostraram que as infecções por HIV têm crescido mais entre o grupo de adultos mais velhos que entre os jovens. "Estimamos que quase metade dos adultos mais velhos diagnosticados com HIV entre 2000 e 2007 estejam na faixa acima de 50 anos", disse a coordenadora da pesquisa, Ruth Smith, da agência britânica de proteção à saúde, HPA.

Ruins de escrita
Refletir sobre um tema, elencar argumentos e colocar as próprias ideias no papel é um dos maiores desafios dos brasileiros. Perceptível para quem está na sala de aula e confirmado por avaliações. Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio comprovam a constatação de professores e especialistas: a redação ainda é um bicho-papão para muitos. Das 50 escolas com pior desempenho no Enem em 2009, conforme o ranking dos colégios que obtiveram médias globais (que considera médias das provas objetivas e da redação), 96% (48) ficaram com médias mais baixas quando a redação foi considerada. Entre as dez piores, a nota da redação foi a pior entre todos os testes.

Vida privada
Um projeto que proíbe as empresas de investigar a vida financeira de uma pessoa antes de contratá-la foi aprovado no Senado e agora está na Câmara dos Deputados. O projeto qualifica a consulta aos cadastros como invasão de privacidade e da honra e proíbe a prática. A empresa que desrespeitar pode ser multada em, até, R$ 1 milhão. Qualquer candidato que tiver o cadastro de crédito consultado indevidamente pode ser indenizado em, até, dez vezes o salário oferecido para a vaga. O Ministério Público do Trabalho considera discriminatória esta prática, segundo informou a procuradora Valdirene Silva de Assis, que é vice-coordenadora nacional de combate à discriminação do MPT.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...