(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

UEG: Audiência pública discute rumos da instituição

Educação Comentários 30 de setembro de 2011

Projeto de reestruturação é polêmico, pois prevê a extinção de cursos de algumas unidades da universidade e a transferência de outros


A Assembleia Legislativa realizou na última quarta-feira, 28, audiência pública para discutir as propostas de reestruturação e o decreto que altera o estatuto da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O evento foi convocado pelo deputado Francisco Gedda (PTN) e pela Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Goiás, a Adueg.
Segundo o presidente da Associação de Diretores da UEG, José Maria de Sousa, o objetivo dos representantes da UEG presentes no encontro, foi discutir os ganhos e as perdas possíveis com as propostas do Governo. “Queremos abrir o diálogo com o Governo, com a Assembleia Legislativa e com a comunidade”, afirmou.
Durante a audiência, Gedda ressaltou que a reunião não tinha viés político. Segundo ele, “os docentes, servidores e estudantes presentes não estão aqui para fazer bagunça. Eles realmente estão preocupados com a situação da UEG”.
Além de Francisco Gedda, compuseram a mesa os parlamentares Daniel Vilela e Lívio Luciano, ambos do PMDB; o presidente da Adueg, Emerson de Oliveira; a representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás, Teresinha Barbosa Bernardes; o representante do reitor Luis Antônio Arantes e diretor da UEG de Quirinópolis, Gilberto Celestino; e o vice-presidente do DCE-UEG, Frank Boniek.

Reestruturação
Na última quinta-feira, 22 de setembro, o secretário de Ciência e Tecnologia, Mauro Faiad, e a presidente da Comissão de Estudos sobre a Universidade Estadual de Goiás, Eliana França, apresentaram, ao Conselho Estadual de Educação (CEE), relatório com a proposta de reestruturação para a instituição de ensino superior.
O relatório foi elaborado durante cinco meses, por membros das Secretarias da Casa Civil, Ciência e Tecnologia, do Conselho de Educação, e da própria UEG. Segundo o Conselho, o relatório teve como objetivo o fortalecimento da autonomia da universidade.
Quanto às mudanças do Estatuto da Universidade, os manifestantes reivindicam que elas ferem o Artigo 207 da Constituição Federal, o Artigo 56 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), e o Artigo 61 da Constituição Estadual. Eles não concordam, também, com a proposta de revisão da política de extensão da Universidade. As mudanças incluem a extinção de seis cursos (Pedagogia, em Crixás, Itaberaí e Luziânia; História e Letras, em Jussara; e Tecnologia em Redes de Computadores, em Trindade) e a transferência de outros 24. A nova estrutura só passa a valer após a formação do último aluno.
O presidente da Adueg, Emerson de Oliveira, criticou a ideia do plano de transferir alguns cursos. “Quando se propõe que um curso seja transferido para outra cidade onde ele já é ministrado, está-se, na verdade, fechando o curso. Seria transferência se ele não existisse na cidade de destino”, contesta.
Atualmente, a UEG possui 42 unidades, seis pólos universitários e uma extensão universitária, estando presente em 49 municípios de Goiás. A instituição tem 20.802 alunos, 2.494 professores e 1.440 servidores. A instituição foi considerada, pelo ranking de ensino superior do Ministério da Educação, uma das cinco piores universidades do País.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Saúde na Escola conta com 100% de adesão em Goiás

15/03/2019

Os 246 municípios goianos se cadastraram no Programa Saúde na Escola com apoio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás ...

Institutos Federais vão formar novos agentes digitais

07/03/2019

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) terão até 29 de março para aderir ao Programa Nacional d...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...