(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

UEG aprova novos projetos de apoio ao empreendedorismo inovador

Educação Comentários 24 de maio de 2018

Entre eles, destaca-se o Inova Centro, que integra um plano de expansão e ampliação de seus ambientes


Em reunião Plenária realizada no último dia 8, o Conselho Universitário da Universidade Estadual de Goiás aprovou novos projetos destinados a consolidar e a integrar suas ações políticas e procedimentos para a gestão de projetos de empreendedorismo, ciência, tecnologia e inovação da Universidade. O destaque destes novos projetos é a criação do Centro de Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação, o Inova Centro, que fará, também, a integração das ações já existentes, como a Incubadora de Empresas de base tecnológica (PROIN.UEG), o Núcleo de Empresas Juniores (NEJ/UEG), a Agência de Interação e Transferência de Tecnologia (AITT), o Programa de Educação Empreendedora, O Programa de Desenvolvimento Tecnológico e Empreendedorismo Inovador (UEG/Funtec) e a Liga do Empreendedorismo.
De acordo com o coordenador geral do Programa de incubadoras da UEG, Bruno Alencar, além das ações já existentes, o Inova Centro irá contar com um espaço destinado a prototipação, criatividade e desenvolvimento de ideias inovadoras, bem com a prestação de serviços tecnológicos. Ele explicou que o Inova Centro faz parte do planejamento estratégico da UEG para a expansão e ampliação da área.
“A criação do Inova Centro é, apenas, a primeira etapa de um projeto mais amplo” disse Bruno Alencar revelando que esta sua primeira etapa se destina à ampliação dos ambientes de empreendedorismo e inovação. Segundo ele, o projeto prevê como segunda etapa a criação do Inova Câmpus, em 2.019, quando será construído, no Câmpus da UEG, um prédio com área útil de 2.000 metros quadrados onde serão desenvolvidos nos programas e ações nessa área. Para 2.020, ainda segundo o coordenador geral do Programa de Incubadoras, será executada a terceira etapa desse projeto com a implantação de um parque científico e tecnológico.
Bruno Alencar lembrou que desde 2011 a UEG desenvolve ações e programas isolados e que a ideia de criar o Inova Centro visa unificá-los em um único centro para que pessoas que queiram criar negócios e inovar seus empreendimentos tenham um local como referência, onde possam receber apoio e ensinamentos. “Nossa proposta é a de criação de negócios e empreendimentos com diferencial competitivo”, acrescentou o coordenador do Programa de Incubadoras, explicando que a base dessa proposta é a inovação.

INCUBADORAS
O Coordenador informou que um novo processo seletivo para o ingresso no Programa de Incubadoras está com inscrições abertas gratuitas até o próximo dia 2 de junho para a seleção de propostas com potencial inovador ou tecnológico para gerar negócios sendo da academia, de empreendedores, startups, inventores e empresas para o processo de incubação. As inscrições podem ser feitas pelo site proin.ueg.br. Será selecionada uma incubadora de empresas de base tecnológica. Bruno Alencar disse que o edital prevê também a participação de empreendimentos que desenvolvem trabalhos na temática de impacto social e que sejam também de base tecnológica.
Estão sendo oferecidas quatro vagas para projetos de pessoas físicas ou jurídicas, na modalidade de preincubação, uma vaga para empresas na modalidade de incubação residente e duas vagas para empresas na modalidade de incubação não residente, totalizado sete vagas. O edital estabelece que sejam elegíveis as propostas viáveis apresentadas por pessoas físicas ou jurídicas, individual ou em grupo, que possuam capacidade técnica para o desenvolvimento da proposta.
As propostas serão selecionadas por uma banca de avaliação e as que forem escolhidas receberão apoio pelos próximos quatro anos com cursos mensais gratuitos sobre desenvolvimento de negócios para a comunidade. As empresas que necessitarem vão receber apoio da UEG em serviços tecnológicos, através de parcerias com empresas desse setor. “Queremos sistematizar esse serviço para oferecer um apoio ainda maior para as empresas” disse Bruno Alencar.
Ele explicou que uma incubadora é uma organização que incentiva a criação e o desenvolvimento de pequenas e microempresas inovadoras, por meio do provimento de infraestrutura básica e da qualificação técnica e gerencial do empreendedor, em caráter complementar, para viabilizar seu acesso à inovação tecnológica e sua inserção competitiva no mercado. O coordenador do Programa de Incubadoras informou que hoje 13 empresas são apoiadas por esse projeto e que cinco delas atuam com sucesso no mercado.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

UniEVANGÉLICA - Abertas inscrições para vestibular dos cursos à distância

12/07/2018

Está aberto o processo seletivo para o vestibular EAD – Ensino à Distância do Centro Universitário de Anápolis – Uni...

UniEVANGÉLICA abre inscrições para aluno especial no Mestrado

12/07/2018

Interessados em cursar disciplinas na modalidade “aluno especial” no Programa de Pós- Graduação em Sociedade, Tecnolog...

Reitor da UEG visita universidade na Hungria

05/07/2018

O reitor da Universidade Estadual de Goiás, professor Haroldo Reimer, visitou, na última semana, importantes universidades ...

IFG: destaque em pesquisa nacional

05/07/2018

O Instituto Federal de Goiás ocupa diversas posições de destaque no ranking sobre o desempenho dos estudantes no Exame Nac...