(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Triatleta anapolina assume 1º lugar no ranking brasileiro

Esportes Comentários 27 de maro de 2015

Bruna Alencar Vellasco, de 28 anos, alcançou o feito ao conquistar o Campeonato Brasileiro de longa distância, em Fortaleza, no último sábado, 21 de março. Atleta busca, agora, patrocínio para a disputa do Campeonato Mundial de Longa Distância, que ocorrerá em junho, na Suécia.


Ela considera que tem duas profissões. Triatleta e advogada. A anapolina Bruna Alencar Vellasco, 28, encontrou fôlego e disposição para assumir a 1ª colocação no ranking brasileiro de Triátlon, dentro da categoria de 25 a 29 anos. O esporte inclui a natação, corrida e ciclismo. Esta grande conquista para o esporte municipal ocorreu após a vitória de Bruna no Campeonato Brasileiro de Longa Distância, realizado em Fortaleza, no último sábado, 21 de março. Determinada, ela seguirá o sonho de participar, em junho, na Suécia, do Campeonato Mundial de Triátlon de Longa Distância.
O ‘2015 Motala ITU Long Distance Triathlon World Championships’ será realizado de 27 a 28 de junho deste ano. Na cidade de Motala, a atleta de Anápolis vai disputar com triatletas de todo o mundo, prêmios em dinheiro oferecidos para os 15 primeiros colocados. O valor total das premiações é de $ 90.000,00. O percurso inclui 4 km de natação, 120 km de ciclismo e 30 quilômetros de corrida. A temperatura na água pode chegar a 17º C. Durante as pedaladas de bicicleta, os atletas passarão por uma área de campo, em um percurso com subidas e descidas nas trilhas montanhosas.
A corrida, também, será desafiadora. É quando os atletas passarão por estradas não pavimentadas e pela belíssima paisagem ao longo do Lago Vättern. Só que ela pode ver seus esforços frustrados pela falta de patrocinadores: “Eu consegui a vaga, a convocação sai agora dia 28 de março, mas eu não tenho a possibilidade de pagar, porque todas as despesas - eles, inclusive, deixam claro isso - correm por conta do atleta. E eu não tenho condição de pagar passagem, estadia, material”.
“Estou com a vaga, mas até então estou correndo atrás de um apoio. Porque até agora eu não tenho”, continua, informando que está buscando ajuda da iniciativa privada anapolina. A Prefeitura de Anápolis fornece a ela a Bolsa Atleta, no valor de R$ 500,00, o que “não sustenta” a prática esportiva. Apesar das dificuldades, a triatleta se mostra animada e não parece disposta a desistir do seu sonho. Questionada sobre seu desempenho quando comparada com outros atletas, ela indica que está em condições de competir.
“Eu acho que posso ficar bem colocada”, afirma. Mas, cita que as condições de treino de muitos atletas que participarão do mundial na Suécia são mais favoráveis, com melhor infraestrutura para os treinos. Outra vez, Bruna Vellasco mostra que a competição está no sangue e que não desanima. “Eu vou para ganhar. Eu vou com sede mesmo de me colocar bem”, diz entusiasmada. A triatleta menciona que está em uma boa fase de treinamento, com bons resultados na corrida e uma evolução na natação e ciclismo.
Treino e alimentação
Há quatro anos, Bruna começou a praticar o Triátlon e há dois anos e meio iniciou treinamentos sistematizados, seguindo planilhas, para a alimentação e controle dos resultados. Ela segue o que chama de “periodização de treino”, em que nada e pedala cinco dias; e corre quatro dias por semana. Faz, também, um trabalho de musculação. Sua alimentação é “funcional”. “Nós temos sempre que comer pensando no nosso rendimento”, informa.
Bruna confidencia que precisa abdicar de alguns alimentos, mas “não passa fome” e ingere uma quantidade de carboidratos “para dar energia”. Ela ingere aproximadamente entre 2500 a 3000 calorias e treina de três a três horas e meia, diariamente. Este ritmo tem que ser dividido com a profissão de advogada, à qual se dedica sete horas por dia.
Viver só do esporte?
“Jamais, impossível. Infelizmente, nós não temos apoio”. A frase resume seu sentimento quanto à falta de incentivo da iniciativa privada e pública para a prática profissional do Triátlon, considerada por ela um “esporte caro”. Para se manter como atleta, ela precisa desembolsar, fora dos períodos de competição, aproximadamente R$ 1500,00, todos os meses. Em épocas de disputas oficiais, o gasto mensal pode chegar a R$ 3 mil. Ela acredita ter gasto, somente com a compra de bicicletas, R$ 14 mil. A atleta Bruna lamenta que ainda não teve condições de comprar uma Mountain Bike, bicicleta para o treino de força.
O custo da suplementação alimentar, em torno de R$ 500 por mês, é bancado por um dos seus patrocinadores, o farmacêutico Rogério Franco. Seu vestuário e sessões de fisioterapia, também, são patrocinados.
Busca de apoio
Bruna observa a relevância das suas conquistas para Anápolis. “Eu acho importante trazer um esporte diferente (para a cidade)”. Ela cita que “existe uma valorização muito grande do futebol”, o que gera “cultura em torno de um esporte só”. E, indica que as empresas e a comunidade anapolinas precisam “abrir os horizontes em relação ao esporte” e afirma que “o esporte tem que acompanhar” o período de crescimento econômico, intelectual por que a cidade passa.
“O Triátlon traz um estilo de vida diferente”, defende, visualizando que “este estilo de vida pode ser interessante também para as empresas”. “Eu me sinto totalmente disposta e tranquila para levar o nome de várias empresas, o nome da nossa cidade para o mundo inteiro”, diz, indicando aceitar o desafio de ir para a Suécia em junho. “Estou começando a deslanchar e tenho plena possibilidade de levar o nome da cidade”, cita. Ela menciona nesta caminhada seus pais, seu treinador, Tone Andrade, e apoiadores como razões de ela continuar no esporte: “Se não fosse por eles, eu não conseguiria”.
Sonhos
Sonhar parece ser uma das palavras que guiam Bruna Alencar: “o meu maior sonho é viajar o mundo inteiro levando o Triátlon, praticando, disputando esses mundiais, vivendo esse clima de competição que eu amo. O sonho, em curto prazo, é o mundial da Suécia, que está batendo à porta. Só está faltando esse incentivo financeiro, que eu não tenho. No médio é o Ironman, em Kona (competição que será realizada no Havaí em 2016), o ápice para um atleta em longa distância. E, daí para a frente, viajar, ser reconhecida pelo que eu faço”. “A sensação que a gente tem de treinar e de se envolver é maravilhosa. É um estilo de vida”, destaca. “Você passar a linha de chegada é muito gostoso. É uma sensação muito boa. Então, é um vício que faz muito bem. É isso que eu posso falar. Só traz coisa boa”, diz eufórica. Esse vício, ela resume em uma só frase: “O esporte vai te levando”.
Currículo
2012
2.º lugar na categoria 25/29 anos - Long Distance - Pirassununga
2.º lugar geral - Campeonato Goiano de Triátlon.

2013
1.º lugar na categoria 25/29 anos no 9º Brasília Triathlon Endurance/ MKS Esportes
3.º lugar geral na 6ª Copa Progressiva de Triathlon/MKS Esportes
Campeã Goiana de Duathlon
1.º lugar na categoria 25/29 anos - maratona da Caixa Econômica Federal - Brasília

2014
1.º lugar na categoria 25/29 anos - Duathlon Endurance/ MKS Esportes;
2.º lugar geral no 10º Brasília Triátlon Endurance/ MKS Esportes;
2.º lugar na categoria 25/29 anos - Ironman Fortaleza
Campeã Goiana de Ciclismo de Estrada

2015
1° lugar na categoria 25/29 anos - Campeonato Brasileiro de Longa Distância (2.ª melhor amadora e 5º lugar geral)
1º lugar geral - Duathlon Endurance/ MKS Esportes;
5º lugar geral - Meia Maratona das Pontes/ MKS Esportes.

Cronograma de provas
2015
Mundial de Longa Distância - Suécia - 28/06/2015
Ironman 70.3 - Foz do Iguaçu - 29/08/2015
Ironman Fortaleza/CE - 08/11/2015

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Esportes

Garotada do Grêmio Anápolis quer surpreender o favorito Goiânia

27/07/2017

O Grêmio Anápolis, dos times semifinalistas, foi o que mais sofreu, conquistando a vaga nos minutos finais da última parti...

Rubra tem vantagem contra o Tacão

27/07/2017

A tarde deste domingo (30) promete muitas emoções no Estádio “Abrão Manoel da Costa”, em Trindade. Isto, porque a Ana...

Grêmio e Novo Horizonte brigam pela segunda vaga na decisão

20/07/2017

O Grêmio Anápolis tem grandes chances de ser o segundo classificado à fase Semifinal do Campeonato Goiano da Divisão de A...

Rubra quer decidir o título em casa

20/07/2017

A Rubra deu um susto em sua torcida, ao perder a invencibilidade no Campeonato Goiano da Divisão de Acesso na derrota por 1x...