(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Trens só vão rodar em 2011

Transporte Comentários 28 de dezembro de 2010

Projeto da ferrovia que vai cortar o Brasil de ponta a ponta sofre atrasos no trecho goiano. A expectativa é de que, somente em abril do ano que vem, ela será ativada


Anunciada para este mês, ficou adiada para abril de 2011 a inauguração do trecho goiano da Ferrovia Norte Sul, que ligará o Proto de Itaqui, no Maranhão, ao litoral paulista, mais especificamente ao Porto de Santos, com ramificações para outros terminais alfandegários marítimos do País. De acordo com informações do Governo Federal, da Valec, empresa responsável pela obra e, através de declarações do próprio Presidente Lula, os atrasos foram decorrentes do que se convencionou chamar de “entraves burocráticos” e problemas relacionados aos relatórios impactuais de meio ambiente. Lula, entretanto, disse que não está faltando dinheiro para as obras da Ferrovia Norte Sul. Durante a campanha eleitoral deste ano, a inauguração da Norte Sul foi tema constante nas plataformas de mídia do PT e de partidos aliados, objetivando, certamente, ligar o nome da candidata Dilma Rousseff ao projeto da ferrovia. Ela própria e, muito mais, o Presidente Lula, enfatizaram a importância do empreendimento para o progresso do interior brasileiro. Marcou-se, inclusive, a data para a entrega oficial da Norte Sul. Depois, em setembro, durante visita ao canteiro de obras, o presidente da Valec, José Francisco das Neves, o Juquinha, ao lado do Governador Alcides Rodrigues e outras lideranças ligadas aos governos Federal e Estadual, confirmaram, para este final de ano, a inauguração, o que acabou não acontecendo.
Lula veio
Na semana passada o Presidente Lula voltou ao canteiro de obras da Ferrovia Norte Sul, desta feita, na região de Petrolina, lamentando os “entraves burocráticos” que teriam retardado a obra, mas anunciando a manutenção do projeto, assim como, fazendo o anúncio de um novo trecho, agora de Anápolis à cidade de Estrela do Oeste, em São Paulo, onde já existe um terminal ferroviário que leva ao Porto de Santos. De acordo com os técnicos da Valec e as autoridades do Governo Federal, em abril já vai ser possível ver as locomotivas arrastando vagões com a produção do Norte do Brasil, do Tocantins e de Goiás, com destino ao Sudeste Brasileiro passando por Anápolis.
A Ferrovia Norte Sul vai se fundir com o traçado já existente da antiga Rede Ferroviária Federal, hoje servindo à Ferrovia Centro Atlântica, que já opera a partir de Anápolis com destino aos portos do Sul e o do Sudeste. Além disso, de acordo com o cronograma global do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) os recursos para a obra estão assegurados e não há riscos de que ela seja interrompida. Em grande parte do trecho goiano os trilhos já foram assentados, assim como desenvolvidas muitas obras estruturais, como pontes, viadutos, desvios, curvas de nível e outros projetos complementares.
Iniciada no Governo Sarney, na década de 80, a Ferrovia Norte Sul tem grande parte de seu projeto concluída, principalmente nos estados do Maranhão e do Tocantins. O trecho goiano recebeu, recentemente, uma forte injeção de recursos e, de acordo com fontes oficiais, não haverá mais entraves para que ele siga o roteiro natural até que seja concluído. Quando estiver funcionando em sua plenitude, a Ferrovia Norte Sul será o canal para o escoamento da produção de minério, principalmente o que procede da Serra de Carajás, assim como da produção agropastoril de uma vasta região cortada pelos seus trilhos. A grande aposta, por exemplo, reside na implantação de projetos sucroalcooleiros, com a instalação de usinas de esmagamento de cana e produção de etanol em vários pontos de Goiás. A Norte Sul vai transportar, ainda, a produção mineral goiana, como também a carne e seus derivados, produzidos em larga escala e que hoje são escoados pelo sistema rodoviário. Do ponto de vista estratégico, a Ferrovia servirá como pilastra para o desenvolvimento econômico, além de promover o intercâmbio cultural e social entre várias regiões do Brasil.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Transporte

Frota terá gestão inteligente em breve

30/11/2017

O vereador João da Luz (PHS) repercutiu durante a sessão da Câmara Municipal realizada na última segunda-feira, 27, a vi...

Passagem reajustada após 18 meses

03/11/2017

Depois de, exatamente, um ano e meio, o valor da tarifa do transporte coletivo, em Anápolis, sofreu novo reajuste. A passage...

Passe livre estudantil para 15 mil estudantes em Anápolis

03/08/2017

Centenas de jovens lotaram o auditório do Senac, na tarde desta quinta-feira,03, para acompanhar a solenidade oficial de lan...

Gratuidade no transporte público ganha nova regulamentação

20/07/2017

Foi publicado no Diário Oficial da última quarta-feira,19, o Decreto nº 41.699, regulamentando a Lei Municipal nº 3.824, ...