(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Tratamento para aliviar dores lombares

Saúde Comentários 04 de setembro de 2009

A dor nas costas é um problema na vida de muitas pessoas. As causas são variadas e vão desde a má postura até à obesidade, entre outros. As formas de se sentar, de dormir e mesmo de andar, podem influenciar na postura e, em longo prazo, na saúde de um indivíduo. Um dos tratamentos mais utilizados para corrigir esse mal, hoje, é a Reeducação Postural Global, ou RPG. O CONTEXTO ouviu a fisioterapeuta, especialista em RPG, Érika Leal a respeito do assunto.


CONTEXTO - Quais os problemas decorrentes da má postura?
Érica - A má postura pode causar desvios na coluna, hérnia de disco, espondilartrose (bico de papagaio), artroses, osteoporose e escorregamento da vértebra. Todos esses problemas acarretam dor e em alguns casos prejudicam a realização de atividades rotineiras.

CONTEXTO - Qual a forma correta de se sentar diante do computador?
Érica - A coluna dorsal deve sempre estar apoiada na cadeira, os joelhos devem estar dobrados a, aproximadamente, 90 graus; os pés têm de estar apoiados no chão. É preciso estar atento para a altura da mesa e da cadeira, para que elas sejam compatíveis com a altura da pessoa. Cadeiras muito altas em mesas baixas e vice-versa podem ocasionar problemas na coluna. O computador deve estar alinhado com a altura do olhar de seu usuário para evitar que a pessoa fique com o pescoço dobrado.

CONTEXTO - Existe também uma maneira correta de andar?
Érica - Geralmente as pessoas caminham olhando para baixo, e isso pode acarretar problemas na coluna cervical. Por isso, o ideal é caminhar olhando horizontalmente. Sempre tomar cuidado com mochilas e bolsas muito pesadas, para que um ombro não fique mais alto que o outro, e o tronco não fique inclinado. É preciso distribuir o peso igualmente nos dois lados do corpo.

CONTEXTO - Qual a melhor posição para dormir?
Érica - O recomendado é que se durma de lado, com um travesseiro pequeno entre as pernas e os joelhos dobrados a, aproximadamente, 90 graus. Pode-se, ainda, deitar em decúbito dorsal (de barriga para cima). A posição menos recomendada é mesmo de decúbito ventral (de barriga para baixo) - quando a coluna recebe toda a carga de tensão.

CONTEXTO - O sono mal dormido (tenso) pode influir na postura?
Érica - Sim, é claro. Se a pessoa está muito estressada, não vai conseguir relaxar sua musculatura, sua coluna no período da noite e, consequentemente, não terá muita disposição durante o dia.

CONTEXTO - Existe um tipo de colchão mais adequado para um bom repouso?
Érica - Todo colchão tem um prazo de validade, que, em média, dura cinco anos. Mas não há muita relação entre os problemas de coluna e o colchão em que a pessoa repousa. Muitas vezes, o que acontece é que essas pessoas já têm problemas na coluna e acham que o colchão está causando as dores. Entretanto, é preciso estar atento: colchões muito velhos podem ocasionar dores.

CONTEXTO - O que é Reeducação Postural Global?
Érica - O RPG está no Brasil há mais de 25 anos e consiste em uma avaliação do paciente através de posturas. Acontece uma avaliação da cabeça aos pés, literalmente. Todos esses dados são jogados em um quadro que ajuda a avaliar quais posturas deverão ser tratadas. No total são oito posturas, cada uma com duração de 20 minutos. Uma sessão de RPG, geralmente, dura uma hora, e, nesta sessão trabalham-se duas posturas. Sempre, a cada sessão, o paciente passa por uma nova avaliação.

CONTEXTO - Quanto tempo demora o tratamento?
Érica - O tempo de tratamento depende do problema a ser tratado. Através dos resultados da avaliação inicial o fisioterapeuta estipula de quantas sessões o paciente irá precisar. Esse número pode aumentar ou diminuir, dependendo da evolução do quadro.

CONTEXTO - Para quais tipos de problemas o RPG é indicado?
Érica - O RPG pode ser indicado para casos de hérnia de disco, escolioses - desvios na coluna; hiperlordoses - aumento da curvatura da coluna; hipersifose - corcunda. Problemas de dor causados por osteoporose, artroses, espondilartrose (bico de papagaio) e quando o paciente tem metade de uma vértebra a mais na coluna.

CONTEXTO - Existem outras maneiras de se combater a má postura? Quais são elas?
Érica - O primeiro passo é fazer uso de mobiliário compatível com a altura da pessoa. As atividades físicas também são importantes, assim como os alongamentos. O sedentarismo é uma das principais causas de dores na coluna e da má postura. A auto-avaliação e a correção da postura no dia-a-dia, também fazem a diferença.

CONTEXTO - O que os pais devem ensinar à criança para que ela tenha uma boa postura?
Érica - Hoje em dia, as crianças têm passado muito tempo sentadas diante do computador e do videogame. Isso gera uma alteração de postura prematura. Os pais precisam observar os hábitos de postura dessas crianças. Não permitirem que elas fiquem muito tempo sentadas, solicitar que se levantem, caminhem e se alonguem. Observar, também, se a cadeira e o mobiliário estão adequados ao porte físico da criança.

CONTEXTO - A LER também está relacionada à má postura?
Érica - A Lesão por Esforço Repetitivo - LER faz parte do quadro de doenças ocupacionais e também está relacionada ao mobiliário e aos hábitos de cada pessoa. Se ela não faz alongamentos e repousos esporádicos ao longo do dia, pode desenvolver LER.

Autor(a): Carolina Umbelino

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Mudanças no programa Farmácia Popular preocupam vereadores

22/06/2017

O Vereador Antônio Gomide (PT) falou na tribuna, na última segunda-feira, 19, sobre o possível fechamento da Farmácia Pop...

Município anuncia importantes reformulações na área da saúde

15/06/2017

Uma das áreas mais sensíveis da Administração, a pasta da Saúde, tem desafios que extrapolam os limites do Município. P...

Anvisa ouve reivindicações dos laboratórios goianos

15/06/2017

Anápolis recebeu, no último dia 09, a presença do médico sanitarista e epidemiologista, Jarbas Barbosa da Silva Júnior, ...

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...