(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Teuto volta para o controle de sócios brasileiros

Industria Comentários 06 de julho de 2017

Teuto volta a ter controle de sócios brasileiros, com a saída da Multinacional, amplamente noticiada


O Laboratório Teuto volta ao controle integral de sócios brasileiros, notamente, a família Melo, que constituiu o empreendimento no Distrito Agro Industrial de Anápolis e o tornou uma dos maiores laboratórios farmacêuticos da América Latina, com foco na produção de medicamentos genéricos.
A notícia veio à tona na última terça-feira,04, após a notícia ser publicada pelo jornal Estadão. Já havia alguns rumores, de que mudanças estariam ocorrendo na indústria, mas não se sabia, ainda, ao certo, que mudanças seriam estas. Conforme foi noticiado, a decisão da multinacional de deixar a planta em Anápolis, deu-se em decorrência de uma estratégia mundial da empresa de deixar um pouco de lado o negócio de produção de medicamentos genéricos.
Um comunicado chegou a ser emitido na página do Teuto, dizendo: “Os acionistas controladores do Teuto entraram em um acordo para compra da totalidade de participações da Pfzier no Laboratório Teuto S.A (Teuto)”. Ainda dizia o comunicado: “Tal aquisição sintetiza a confiança que os acionistas controladores do Teuto possuem em suas perspectivas de crescimento ao longo dos próximos anos, com base em sua destacada atuação em mercados como genéricos antibióticos, injetáveis e medicamentos isentos de prescrição (MIP´s), a mesma confiança que, há 70 anos, a empresa tem em seus colaboradores, parceiros, fornecedores e clientes”.
Recentemente, o Teuto foi apontado no 49º lugar entre as 500 empresas que mais arrecadam ICMS em Goiás. No caderno especial Maiores de Goiás, publicado pelo Jornal O Popular, no dia 30 junho último, o Teuto também foi mencionado entre os destaques que contribuíra para colocar Anápolis no pódio do ICMS no Estado.
Segundo informação divulgada no site da empresa, nos últimos anos o Teuto investiu mais de R$ 200 milhões na expansão da capacidade produtiva. No setor de sólidos, a produção saltou para 1 bilhão de unidades produzidas por mês. No setor de injetáveis, a capacidade saltou para 35 milhões de unidades por mês, com a inauguração de uma nova área de produção. Além disso, este ano, já foram realizadas mais de 120 contratações. A empresa possui hoje 3,5 mil colaboradores diretos, sendo mais de 800 somente na área de qualidade. (Com informações do Estadão e do site do laboratório Teuto)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Industria

Produção teve maior avanço em novembro de 2017

12/01/2018

A produção industrial goiana avançou 17,0% em relação a novembro de 2016, na série com ajustes sazonais. No Brasil, hou...

DAIA é um dos principais marcos da industrialização em Goiás

28/07/2017

No dia 09 de novembro de 1976, com as presenças do então Governador de Goiás, Irapuan Costa Júnior e do então Presidente...

Produção de medicamentos “salva” queda no indicador

13/07/2017

A produção industrial goiana, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) teve um...

Teuto volta para o controle de sócios brasileiros

06/07/2017

O Laboratório Teuto volta ao controle integral de sócios brasileiros, notamente, a família Melo, que constituiu o empreend...