(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Taxi: Locatários reivindicam posse de pontos para trabalhar

Cidade Comentários 18 de outubro de 2013

Grupo reclama de concorrência onerosa e de taxis clandestinos atuando em Anápolis


Um grupo de taxistas esteve na Câmara Municipal acompanhando a sessão ordinária da última quarta-feira,16, e pediu apoio dos vereadores no sentido de ampliar o debate na Casa, sobre o problema das locações de pontos. Cerca de 25 a 30 taxistas, atualmente, são obrigados a pagar duas taxas de inscrição, uma própria e outra da locação, sem contar que quase todos ainda pagam as prestações dos veículos que utilizam para o trabalho.
O taxista Maurício Alves Teixeira, um dos porta-vozes do grupo, salientou que a intenção é requerer a titularidade de pontos a serem abertos. Segundo ele, há muitos locais ainda na Cidade, em que estes pontos poderiam ser abertos. “Queremos trabalhar, não queremos tomar nada de ninguém e nem levar vantagem, somos pessoas honestas”, destacou. Um dos membros do grupo informou que apenas uma pessoa detém cerca de 20 pontos. E que tem dono de ponto que nem mora em Anápolis.
Conforme Maurício Teixeira, os locatários são os que mais trabalham a noite e que, conforme avalia, presta um serviço importante para a comunidade e para as pessoas de fora que chegam em Anápolis. A questão já foi encaminhada à Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), mas ainda não houve uma resposta. Nos debates entre os vereadores sobre o assunto, circulou a informação que a questão deve ser tratada no âmbito do Plano de Mobilidade, que teve uma empresa de fora contratada para a sua elaboração. Mas não se sabe quando o mesmo será apresentado e executado e, em particular, nas questões que envolvem os taxistas.
O grupo também apontou que além do problema em relação à locação, há também a concorrência com carros vindo de outras praças próximas que estão atuando livremente em Anápolis. Segundo Maurício Teixeira, os próprios taxistas estão prontos a colaborar com a CMTT, caso queira realizar uma fiscalização.
Hoje em Anápolis, atuam 205 taxistas. Há uma proposta de abrir novas concessões. E, pelos cálculos do grupo de taxistas que esteve na Câmara Municipal, Anápolis comportaria até 250 taxis.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Oposição e situação criam embate por situação do PETI

19/04/2017

Ao usar a tribuna na sessão de quarta-feira ,19, o vereador Antônio Gomide (PT) falou sobre a necessidade de a gestão muni...

Caixa equilibrado foi a maior conquista, avalia Roberto Naves

12/04/2017

Numa entrevista coletiva, com a presença de quase todos os membros de seu secretariado e de vários vereadores, o Prefeito R...

Prefeitura anuncia revitalização do Mercado Municipal em curto prazo

07/04/2017

O Mercado Municipal “Carlos de Pina” é um dos principais pontos turísticos da cidade e também um local tradicional de ...

Alvará de funcionamento terá rigorosa fiscalização na Cidade

23/03/2017

A Divisão de Fiscalização e Posturas vai desencadear, no início de abril, uma intensa e rigorosa fiscalização em todos ...