(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Suspeito de praticar estupros em Anápolis é preso

Violência Comentários 06 de junho de 2014

Ele roubava e estuprava as vítimas com a ajuda de um menor


O suspeito de praticar vários crimes contra mulheres, entre roubos e estupros, Marco Antônio Rodrigues de Oliveira, 21 anos, foi preso nesta semana. Acusado de agir com ele, o menor L.M.S, 17 anos, foi apreendido há cerca de 10 dias e, também, deve responder pelos mesmos crimes. Eles confessaram ter roubado os pertences de seis mulheres, há um mês, na Avenida Pedro Ludovico, e estuprado duas delas. As informações são do delegado adjunto da Delegacia da Mulher de Anápolis, responsável pela prisão, Daniel Nunes Guimarães.
Marco Antônio também vai responder pelo crime de corrupção de menor. As investigações o apontam como mentor desses e de vários outros crimes com a participação do menor. Um dos crimes aconteceu em uma noite durante a semana da Exposição Agropecuária de Anápolis. As vítimas estavam em um ponto de ônibus da Avenida Pedro Ludovico, em frente ao Residencial Morumbi, quando foram atacadas. Duas, das seis mulheres, foram levadas para um terreno baldio nas proximidades e estupradas.
Na semana seguinte, L.M.S. agiu mais uma vez roubando e estuprando uma senhora no setor do Residencial Morumbi. Segundo o delegado, o menor, também, pode estar envolvido em um homicídio que aconteceu em sua residência.
A dupla, ainda, é investigada por outros sete roubos orquestrados que aconteceram em diversos setores da cidade. As investigações também apontam a possibilidade de haver um terceiro envolvido na prática de alguns desses crimes.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Operação conjunta prende suspeitos de homicídios

10/08/2017

Operações realizadas pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil, de Anápolis e Luziânia, cumprir...

O que mudou 11 anos depois de aprovada a Lei “Maria da Penha

03/08/2017

Embora se admita que o sexo feminino tenha experimentado mais poderes na última década, a Lei Maria da Penha, que completar...

Índice de mortes violentas ainda assusta a população anapolina

28/07/2017

A aparente tranquilidade que vinha sendo registrada no que diz respeito aos crimes contra a vida, em Anápolis, foi interromp...

Vereador do PSDB alerta sobre onda de assaltos em farmácias

06/07/2017

Os proprietários e funcionários de farmácias de Anápolis vivem com medo com a frequência de assaltos nos estabelecimento...