(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

São Cristovão: Vereadores divergem sobre autorização para acesso a residencial

Geral Comentários 26 de fevereiro de 2016

De acordo com o vereador Miguel Marrula (DEM), obra fica numa propriedade particular. Petista Alfredo Landim diz que Prefeitura teve autorização


Na sessão ordinária da última quarta-feira,24, o vereador Alfredo Landim (PT), afirmou que a via pública que está sendo construída para dar acesso ao Residencial São Cristovão, localizado na região leste de Anápolis, teve autorização judicial para ter a obra executada.
O pronunciamento do petista foi feito um dia após o vereador Miguel Marrula (DEM) questionar que o Executivo tinha autorização para executar a obra que fica em uma propriedade rural particular. “Foi feito dentro da legalidade. A Prefeitura, inclusive, tentou acordo com o dono da terra, mas sem sucesso, recorreu ao Judiciário”, disse Landim.
Ainda de acordo com o vereador do PT, após a tentativa de negociação, a Procuradoria do Município abriu processo, e com decisão favorável e de posse de mandado judicial, deu início a abertura da via. “É uma tira de terra da Fazendo Formiga. O depósito financeiro para a desapropriação foi feito em juízo, agora, se o dono foi notificado, ou não, da decisão, não é de responsabilidade do Executivo”, concluiu.
Miguel Marrula disse que teve acesso aos mesmos documentos apresentados pelo vereador Alfredo Landim. “Aproveito para agradecer a Rafaela Bueno, responsável pelo Plano Diretor que atendeu a minha solicitação quando pedi o decreto que autorizou a construção do residencial”, pontuou.
Além de buscar informações sobre a questão da construção da via de acesso ao conjunto de casas populares, Marrula questionou ainda se as 640 famílias que foram contempladas com as moradias terão acesso à saúde, educação e lazer próximos de seus novos imóveis.
“Fui até lá e os apartamentos me parecem ser bem construídos. Uma grande conquista para quem conseguiu a casa própria. Mas é preciso que essas famílias tenham creches e escolas para seus filhos, postos de saúde, além de locais para o lazer”, afirmou o parlamentar que ainda opiniou sobre a construção de muitas moradias em apenas uma área pública.
“Sou a favor desse programa que diminui o déficit habitacional do município, mas talvez seria o caso distribuir a quantidade de casas em mais de um local, oferecendo maior qualidade de vida aos beneficiados”, atestou.

São Cristóvão
O Residencial São Cristóvão fica localizado na região leste da cidade e sua construção está quase finalizada. As 640 unidades têm 40 m² cada, com cozinha, dois quartos, sala, banheiro e área de serviço. Considerando uma média de quatro pessoas por grupo familiar, as moradias atenderão mais de 2.500 pessoas. “São apartamentos que tiveram suas obras fiscalizadas e que vão atender, de fato, aqueles que mais precisam”, pontuou Francisco Rosa.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...