(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

SITTRA: Sindicato condena ação contra eleições legítimas

Geral Comentários 27 de maro de 2015

Grupo de oposição, de acordo com a entidade, usa métodos escusos, como a publicação de panfletos apócrifos


Através de despacho do Juiz Sebastião Alves Martins, da 3ª Vara do Trabalho de Anápolis (TRT-18ª Região), foi concedida a antecipação de tutela requerida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Município de Anápolis (SITTRA), contra a realização de uma assembleia geral extraordinária que havia sido convocada por João Gomes da Silva e Sinomar Rodrigues da Silva, para debater e deliberar sobre um possível cancelamento da eleição no referido Sindicato.
O magistrado acatou as alegações de que os reclamados não estavam devidamente qualificados para proporem a assembleia e que a mesma, na forma proposta, contraria o estatuto da entidade, o qual reza que a assembleia extraordinária pode ocorrer por iniciativa do associado quando mediante requerimento de 30% do quadro associativo e que tenham mais de um ano de filiação, informando a pauta e justificando a relevância do pedido, sendo que a Diretoria dispõe de prazo de 20 dias para convocá-la e realizá-la.
De acordo com a peça, João Gomes da Silva é apontado como representante dos associados na convocação, mas essa função inexiste no quadro da entidade e Sinomar Rodrigues da Silva é Diretor Social, porém, com mandado expirando em 25 de maio próximo.
Na decisão, o Juiz Sebastião Alves Martins aponta que foram preenchidos todos os requisitos que norteiam o instrumento da antecipação de tutela e, dessa forma, determinou a suspensão da assembleia que estava prevista para esta sexta-feira, a partir das 8 horas (primeiro convocação) no Estacionamento Aliança.
“Expeça-se, imediatamente, Mandado, no qual deverá constar em seu corpo a expressa autorização para solicitação de reforço policial (Polícia Federal), se o Oficial de Justiça entender que se faz necessária a tomada de tal providência. O mandato deve ser expedido em três vias, a fim de que uma delas seja entregue à autoridade policial, caso haja necessidade da sua intervenção junto aos reclamados”, diz a decisão.
De acordo com a diretoria do SITTRA, elementos estranhos à categoria estão agindo com meios escusos, com a divulgação de material apócrifo (sem identificação de autoria), que atacam a honra do presidente do Sindicato, Adair Rodrigues, conhecido por “Arrojado”, com várias acusações e sem nenhuma prova material apresentada. Fato que deverá ser objeto de investigação solicitada às autoridades competentes.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...