(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

SINDMETANA: Metalúrgicos podem cruzar os braços se não houver negociação com montadora

Geral Comentários 07 de junho de 2013

O Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis (SindMetana) realizou, no último dia 05, uma assembleia geral da categoria, junto aos trabalhadores da montadora CaoaHyundai, localizada no Distrito Agroindustrial


O Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis (SindMetana) realizou, no último dia 05, uma assembleia geral da categoria, junto aos trabalhadores da montadora CaoaHyundai, localizada no Distrito Agroindustrial. Uma das decisões tomadas, foi a de uma possível paralisação, caso a empresa não queira negociar a Convenção Coletiva de Trabalho.
O presidente do SindMetana, Márcio José Barbosa e o vice, Reginaldo José de Faria, informam que a assembleia contou, além da participação dos trabalhadores, com cerca de 15 sindicatos de Goiás, Minas Gerais e São Paulo, dando apoio ao movimento, bem como a Confederação Nacional de Trabalhadores Metalúrgicos.
Os sindicalistas repudiaram o fato de a empresa ter tentado “ludibriar” os trabalhadores com um aumento na casa de 7% e, ainda, por ter dado férias coletivas, mesmo sabendo que a categoria terá eleição nos dias 20 e 21 próximos, para a renovação da direção do Sindicato, que terá chapa encabeçada por Reginaldo José de Faria.
O SindMetana apresentou à empresa, no dia 13 de maio último, uma pauta com 39 itens, onde pede o aumento do piso salarial, participação nos resultados da empresa, implantação do plano de cargos e salários, dentre outros. Os dirigentes do SindMetana observam ser inconcebível que a montadora de Piracicaba, no interior paulista, pague um piso salarial de R$ 1,6 mil aos seus trabalhadores, enquanto em Anápolis, o piso atual é de apenas R$ 830, ou seja, quase a metade.
Em função “do descaso” com os trabalhadores e não havendo abertura para negociação, o Sindicato, afirmam Márcio Barbosa e Reginaldo Faria, deverá colocar em prática a decisão da assembleia de marchar para a greve, caso essa negociação não ocorra após o retorno das férias coletivas. O SindMetana está promovendo também uma ampla mobilização com vistas às eleições dos dias 21 e 22 próximo, para garantir o fortalecimento da entidade com uma votação maciça por parte dos metalúrgicos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Ampliado o alcance do Portal do Cidadão

20/10/2017

O Portal do Cidadão, lançado em julho pela Prefeitura, já apresenta resultados efetivos e se confirma como facilitador na ...

Audiência vai discutir o Estatuto do Desarmamento

20/10/2017

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) prorrogou o prazo das inscrições para os interessados em assistir à audiên...

Donos de postos e funcionário do Inmetro são presos pela PF

20/10/2017

Até a manhã desta quinta-feira,19, dois empresários de Anápolis se encontravam presos na carceragem da Polícia Federal, ...

Vereador quer melhorar transporte interestadual

20/10/2017

vereador Lisieux José Borges (PT), se reuniu com o presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto, p...