(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Sindicato Rural decide cancelar a Expoana

Cidade Comentários 05 de abril de 2019

Uma das festas mais tradicionais de Anápolis, a Exposição Agropecupacuária não terá a edição de 2019


A festa agropecuária de Anápolis é uma tradição na cidade e também é referência para o Estado de Goiás; e neste ano, foi suspensa por falta de parceria
O presidente do Sindicato Rural de Anápolis (SRA), Pedro Olímpio Neto, concedeu entrevista à imprensa explicando os motivos da não realização da 63ª Exposição Agropecuária de Anápolis. Um festa do porte da Expoana, segundo ele, começa a ser planejada pelo meno, seis meses antes. Mas, neste ano, a situação foi um pouco diferente. Por causa da instabilidade financeira, a diretoria do SRA decidiu, em reunião, cancelar a realização da Expoana 2019.
Para realizar uma festa do porte da Pecuária de Anápolis, é necessário um grande investimento financeiro e isso não foi possível neste ano. Segundo Pedro Olímpio, foi praticamente inviável a organização e execução da 63ª Expoana. “Percebemos que esse ano não é propenso para grandes festas ou grandes investimentos. Não podemos investir em uma festa que poderá causar uma situação financeira complicada para o SRA”, disse. Conforme destacou, é preciso ter responsabilidade e sabedoria para fazer uma exposição que atenda às necessidades do agropecuarista, com a exposição de máquinas e implementos, insumos e produtos voltados para o campo, e a parte de entretenimento como shows e rodeio. “Não vamos dar prejuízo para os associados e classe produtora rural”, explicou o presidente do SRA
Na entrevista, o presidente Pedro Olímpio Neto explicou que o cancelamento da Expoana não é somente por causa da falta de parceria com o Governo, mas também pela incerteza das empresas patrocinarem a festa. “Estamos em um período em que ninguém sabe do futuro de uma empresa ou companhia. O SRA tem o objetivo de fortalecer o agronegócio e também promover momentos de entretenimento com shows e rodeio, mas hoje, no atual cenário, não é possível realizar uma festa sem ter prejuízo”, pontuou.
Mas aí vem a pergunta, que prejuízo? “É simples de explicar, os cachês dos artistas de renome nacional, ou seja, que são conhecidos em todo o país, têm altos valores. Em 2018, a Expoana ficou em torno de R$ 2 milhões, R$ 1,5 milhão, mais ou menos, só com shows. No fim da festa, a conta não fecha. E de onde tirar dinheiro para cobrir as despesas? É prejuízo mesmo”, conclui Pedro Olímpio.

Futuro

O presidente do SRA revelou que a diretoria do Sindicato Rural está em conversa com a Federação da Agricultura de Goiás (FAEG), para a realização de uma espécie de Expopec, realizada recentemente em Porangatu, no Norte goiano. “Exposição agropecuária na sua essência tem a característica de levar oportunidades de negócios e tecnologia para o homem do campo. É por isso que a diretoria vai se reunir com a Faeg para realizar uma espécie de Expopec em Anápolis, um evento voltado para o fortalecimento do agro, com exposições de máquinas e implementos e com a participação de entidades bancárias”, finalizou Pedro Olímpio.

Prestação de serviços

Além disso, o presidente aproveitou para prestar contas do que o SRA tem feito na gestão de 2017 a 2019. “O Sindicato Rural de Anápolis não tem a finalidade de organizar festa. Temos o compromisso de qualificar o produtor rural e por isso, realizamos uma média de 330 cursos anualmente (tudo de graça, alimentação, material didático, lanche e certificado), para quem quer se qualificar. Além disso, temos o programa Equoterapia Carolina Ribeiro, que desde a implantação já atendeu dezenas de crianças e adultos. “Desde o início, já passaram pela Equoterapia mais de 200 crianças e adultos com Síndrome de Down, Autismo e Deficiência Neuromotora. Mas depois da terapia oferecidas pelos melhores profissionais da cidade, esses praticantes passaram a ter uma vida bem melhor”, destacou Pedro Olímpio.

Compromisso

O Sindicato Rural de Anápolis reafirma o compromisso com a transparência e fidelidade com o associado e com o morador de Anápolis. Mas uma coisa é certa, não existe possibilidade de realizar uma festa grandiosa sem apoio do governo e nem das empresas parceiras. O SRA se resgarda para que seja uma entidade organizada e responsável, que sabe lidar com os associados e com quem aproveita dos dias da Expoana. “Mas pode anotar, em 2020, a festa será de parar a cidade!”, garante a entidade.

Autor(a): Leonardo Gonçalves

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

LDO estima receitas e despesas em mais R$ 1,5 bilhão para Anápolis em 2020

17/04/2019

O Prefeito Roberto Naves encaminhou à Câmara Municipal, o Projeto de Lei Complementar (PLC nº 008/2019) dispondo sobre a L...

Procurador da Enel diz que empresa investirá cerca de R$ 6 bilhões

17/04/2019

Já quase na etapa final da sessão da CPI da Enel em Anápolis, o advogado da empresa, Lúcio Flávio de Paiva, teve a palav...

Ações do Governo de Goiás em Anápolis começam pelo DAIA

13/04/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) cumpriu agenda em Anápolis nesta quinta-feira 11/04. Foi a primeira vinda dele ao Municíp...

Fechamento da Delegacia da Receita Federal gera apreensão em Anápolis

13/04/2019

O possível fechamento da Delegacia da Receita Federal em Anápolis tem gerado preocupação em diversos setores da sociedade...