(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Sindicato dos Médicos responde declarações de Gomide

Geral Comentários 27 de abril de 2012

O Sindicato dos Médicos de Anápolis – SIMEA se manifesta acerca das declarações do Prefeito de Anápolis, Antônio Roberto Otoni Gomide, de que as queixas de médicos contra as condições de trabalho oferecidas no Hospital Municipal de Anápolis seriam exagero e descontentamento pela oposição à atuação diferenciada de profissionais de saúde em Anápolis, quando cada um dava o plantão de acordo com sua conveniência.


O Sindicato dos Médicos de Anápolis – SIMEA se manifesta acerca das declarações do Prefeito de Anápolis, Antônio Roberto Otoni Gomide, de que as queixas de médicos contra as condições de trabalho oferecidas no Hospital Municipal de Anápolis seriam exagero e descontentamento pela oposição à atuação diferenciada de profissionais de saúde em Anápolis, quando cada um dava o plantão de acordo com sua conveniência.

Primeiramente, é preciso lembrar que as atuais reclamações não são inéditas, mas costumeiras, inclusive dentro da atual administração. Em 2011, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás – CREMEGO vistoriou o Hospital Municipal de Anápolis atendendo solicitação dos médicos, quando concluiu que a área física é inadequada e insuficiente para a demanda do serviço, com presença de trincas, rachaduras, mofos e infiltrações. O CREMEGO concluiu que o hospital não possui equipe completa de médicos, conforme determina a Resolução CFM n.º 1.451/95. Ainda, não disponibiliza preparação alcoólica para fricção antisséptica das mãos e cesto de lixo com tampa acionada por pedal, além de que toalhas de papel e sabonete líquido serem oferecidos parcialmente. Não possui vários equipamentos essenciais, tais como bombas de infusão, máscara laríngea, respirador infantil, etc., além de que alguns equipamentos como os monitores, oxímetro e sistema de aspiração portátil não são confiáveis, falta medicamentos essenciais. Não possui ambulância. As enfermarias não dispõem sequer de pia.

Além das críticas do CREMEGO sobre a estrutura oferecida, outras são apontadas pelos médicos que lá trabalham, já que, além de serem extremamente precárias, não são oferecidas acomodações separadas para médicos e médicas, apesar da existência no quadro de profissionais de ambos os sexos, além da pouco qualidade das refeições oferecidas aos plantonistas e da falta de segurança no exercício de atividades.

Concernente à acusação contida na matéria, de adequação pelos profissionais de saúde do plantão conforme sua conveniência, é importante ressaltar que nestas duas últimas gestões administrativas, não há notícia de nenhuma demissão de médicos pelo descumprimento de suas obrigações. A expressão “maçãs podres”, utilizada pelo Sr. Prefeito, é, no mínimo, excessiva e irresponsável, já que não há processo administrativo ou ético profissional contra nenhum médico plantonista sob acusação de desídia no exercício de suas funções requerido pelo Município.

Entretanto, pedidos de exoneração pelas más condições de trabalho têm sido constantes, especialmente diante das distorções salariais, quando há pagamento de salários com variação superior a 100%, sob a justificativa de que os pagamentos de salários maiores são uma compensação pelos contratos precários. Deve ser informado que o atual piso salarial para o médico concursado é de R$ 2.815,02, além das omissões quanto ao pagamento de parcelas legais, como o adicional de insalubridade.

Política séria de saúde, Sr. Prefeito, é, no mínimo, cumprimento das determinações legais vigentes.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Uma viagem de realidade e ficção a Praga

18/08/2017

Tudo começou numa viagem de família à Praga, capital da República Tcheca, em 2013. A cidade antiga, cheia de belezas e de...

Anápolis recepciona interessados em conhecer os cursos

18/08/2017

O Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo da Universidade Estadual de Goiás (UEG), em Anápolis, realiz...

Ministério oferece cursos gratuitos e a distância

18/08/2017

Estão abertas as pré-matrículas para cursos de qualificação profissional na área do turismo com subsídios do Programa ...

Governo espera cadastrar 15 mil estudantes

18/08/2017

Depois de ter sido lançado em Anápolis, recentemente, o programa Passe Livre Estudantil foi apresentado de forma detalhada,...