(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Servidores públicos realizam ato público para reivindicar reajuste

Cidade Comentários 26 de abril de 2018

Prefeitura aponta que, no momento, não é possível um reajuste acima do que está sendo concedido, de 2,95%


Nesta quinta-feira, 26, servidores da Administração Centralizada e das áreas da saúde e educação, participaram de um ato de paralisação convocado pelas representações sindicais das categorias. A concentração começou por volta das 8:30 horas, na Praça “Abílio Wolney”, em frente ao Centro Administrativo.
Os representantes dos servidores públicos anapolinos alegam que a reposição da data base foi uma das mais baixas dos últimos anos e que direitos estatutários estariam sendo desrespeitados pela Administração Municipal. O aumento concedido este ano foi de 2,95. A reivindicação é para que seja pago um complemento de 3,75, chegando próximo dos patamares de 2017. Para os sindicatos, há um “desmonte” dos direitos que os servidores haviam conquistado. Logo após a concentração, os manifestantes sairam em passeata pelo centro da Cidade, com o objetivo de chamar atenção da população sobre as suas reivindicações e os seus direitos.
Ainda pela manhã, o secretário municipal da Fazenda, Geraldo Lino, concedeu uma entrevista à imprensa. Ele falou, na oportunidade, que os servidores prestam um relevante serviço e que a municipalidade tem todo o interesse em matê-los motivados, seja na questão salarial, seja na manutenção dos seus direitos. Entretanto, apontou que este aumento, de quase 3%, é o possível para o momento em função da crise que derrubou a arrecadação e fez com que a Prefeitura chegasse ao limite prudencial de gasto com a folha. E, em razão disso, não é possível fazer uma concessão além do percentual colocado, até mesmo, para que seja possível manter em dia o pagamento da folha e vários benefícios que são concedidos aos servidores. Ele também anunciou, na coletiva, que está em fase adiantada o estudo para a criação do cartão alimentação, que vai trazer muitas vantagens para os servidores, sobretudo, aqueles que têm remunerações mais baixas. “Não podemos tomar medidas irresponsáveis, temos de trabalhar dentro da legalidade”, assinalou o secretário.
No ano passado, o aumento salarial foi de 7,8% para os professores e 6,5% para os demais servidores. Segundo a Prefeitura, a titularidade dos professores vem sendo concedida, estando também em dia o benefício para os servidores da Administração Centralizada. Para a saúde, está em estudo a concessão do referido benefício. Todas as categorias de servidores, ainda de acordo com a Prefeitura, estão enquadrados no Plano de Cargos e Salários, que são diferenciados para as três áreas- saúde, educação e centralizada.
O piso salarial nacional dos professores, para 40 horas trabalhadas, é de cerca de R$ 2,4 mil. Em Anápolis, o piso para 40 horas está em aproximadamente R$ 3,1 mil. Amédia salarial dos professores no Município é de R$ 6,5 mil, considerada uma das mais altas do País.
A movimentação dos servidores públicos terminou na Praça Americano do Brasil. As categorias ainda aguardam um possível retorno à mesa de negociações com a Prefeitura.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Blitzen fazendárias em Anápolis causam muita polêmica

17/05/2018

Por duas horas seguidas o Tenente Coronel Denilson, comandante do Batalhão Fazendário (equipe da Polícia Militar do Estado...

Reclamações ao Procon Municipal caíram mais de 54% em março

17/05/2018

Com a adoção de uma política educativa e esclarecimentos específicos dirigida a consumidores e fornecedores de produtos e...

Combate efetivo contra a exploração sexual

17/05/2018

Nesta sexta-feira, 18, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será marcado...

Código Sanitário tem aprovação na Câmara de Vereadores

17/05/2018

Com um substituto ao texto original, foi aprovado pela Câmara Municipal, o Projeto de Lei que institui o Código Sanitário ...