(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Sequência de homicídios abalou a Cidade na semana

Segurança Comentários 14 de fevereiro de 2019

As motivações são variadas. Uma curiosidade dos crimes é que todas as vítimas eram jovens


A série de assassinatos começou na sexta-feira, 08, pela madrugada. Foi na Avenida José Neto Paranhos, Bairro Jundiaí. Leonardo Neves Rodrigues de Andrade, 20 anos, estava acompanhado de uma mulher, quando um veículo estacionou a alguns metros. Dois homens já desceram atirando. A mulher não foi atingida, mas Leandro morreu na hora. Câmeras de videomonitoramento de casas vizinhas registram as cenas do crime.
No sábado, dia 09, no meio da tarde, Flávio da Silva Petrino, 25 anos, foi morto no Residencial Munir Calixto. Ele foi abatido a golpes de faca e teve a cabeça arrancada do restante do corpo (decapitado). O autor confesso desse homicídio é Ítalo Ferreira da Silva. Segundo testemunhas, os dois, em companhia de uma mulher de nome Monique, estavam ingerindo bebidas alcoólicas há várias horas. Teria havido um assédio da vítima à mulher do autor, o que causou a desavença. Para matar o rival, Ítalo teria contado com a ajuda de Edson Benedito da Silva. Os dois fugiram da cena do crime, mas, em poucas horas, a Polícia Militar os localizou e os conduziu ao Plantão.
Outro crime de morte vitimou Robson Bezerra, 23 anos. Ele estava em companhia da esposa Sheila Borges, em uma rua da Vila Jaiara. De repente, um homem apelidado de “Anjinho” apareceu e efetuou vários disparos com uma arma de fogo em sua direção. Robson ainda correu para dentro de uma oficina mecânica, mas foi alcançado pelo autor, que consumou o homicídio. Sheila saltou da moto, ainda em movimento, e escapou de ser atingida. O autor evadiu-se e a Polícia Civil instaurou o inquérito para apurar as causas do assassinato.
Foi registrado, ainda, o assassinato de Adriano Vanderlei Machado. Ele estava em uma festa que acontecia numa chácara na região do Distrito Agro Industrial de Anápolis, em companhia de Glauciane Alves Madureira, que está gestante. Testemunhas disseram que um homem conhecido por Leandro Brito chegou de repente e começou a atirar. O autor fugiu em um veículo Gol, mas foi localizado na BR 153 e preso pela Polícia Militar (Companhia de Policiamento Especial) ainda com a arma do crime dentro do carro.
E, na terça-feira, 12, Denival de tal, conhecido por “Negralha”, foi baleado dentro de seu carro, quando transitava pelas ruas do Bairro Boa Vista. Socorrido e levado ao Hospital de Urgências, não resistiu e morreu horas depois. Segundo relatos da Polícia, não há testemunhas oculares. Foram iniciadas as investigações para se apurarem a autoria e a motivação de mais esse homicídio.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Polícia cumpre dezenas de mandados de prisão

25/04/2019

Policiais civis cumpriram, na última terça-feira, 23/04, em toda a Regional da Polícia Civil de Anápolis, mandados de pri...

Acidente com professora que caiu de moto causa comoção em Anápolis

17/04/2019

Um acidente trágico ocorrido na última segunda-feira, 15, tirou precocemente a vida da professora Thalita dos Santos Bueno,...

Centro de Inserção Social é uma bomba prestes a explodir, assegura advogado

05/04/2019

O presidente do Conselho da Comunidade de Execução Penal da Comarca de Anápolis, advogado Gilmar Alves, fez na manhã dest...

Novo Delegado Regional recebe visita de vereadores

29/03/2019

O delegado Pedro Caires, titular da 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Anápolis, recebeu, na tarde da última quart...