(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Senador Ronaldo Caiado afirma que a união da oposição já é realidade

Política Comentários 22 de maro de 2018

Líder do DEM recebeu apoio de prefeitos emedebistas e lideranças de outras legendas e quer o MDB fortalecendo as oposições.


Com discursos enfatizando o esforço para unir a oposição e o respeito ao desejo de mudança dos goianos, prefeitos do MDB das principais cidades do interior de Goiás anunciaram na última terça-feira, 20, na Assembleia Legislativa, apoio à pré-candidatura a governador de Ronaldo Caiado (Democratas). O evento, organizado pelo deputado estadual José Nelto (MDB), levou ao palco os prefeitos Adib Elias (Catalão), Paulo do Vale (Rio Verde), Renato de Castro (Goianésia), Ernesto Roller (Formosa) e Fausto Mariano (Turvânia), além do suplente de senador Luiz Carlos do Carmo (MDB), dos deputados Dr. Antônio (PR), Delegado Waldir (PSL), Major Araújo (PRP) e do ex-deputado José Essado (MDB).
Em suas falas, os líderes políticos explicaram as suas decisões como um pedido de suas bases e ressaltaram a figura do deputado federal Daniel Vilela (MDB), também pré-candidato ao governo, como a de um aliado. Todos disseram que trabalharão para tê-lo na mesma chapa que Ronaldo Caiado, seja como candidato a vice-governador ou ao Senado. Os prefeitos lembraram ainda que vão angariar forças para que o governo não vença em sua estratégia de dividir a oposição para ganhar as eleições. Para eles, o adversário é somente o PSDB e o seu modelo de gestão falido.
Os discursos foram endossados pelo senador Ronaldo Caiado, que afirmou ter plena confiança de que unida a oposição terá condições de fazer frente à máquina do governo estadual, que tem sido utilizada há anos para beneficiar o atual grupo político em detrimento dos goianos.
“Se construirmos a unidade das oposições o governo vai ser nocauteado na mesma hora. É o sentimento da mudança, da unidade, que vai prevalecer. Sei que pela capacidade de argumentação de todos vamos definir critérios para escolher o candidato e conquistar a unidade das oposições”, afirmou.
Caiado também classificou como emblemático o gesto dos emedebistas neste momento crucial da democracia em Goiás. “É um gesto emblemático de representatividade, de quem galgou a vida na política e dentro do MDB. Sei da dificuldade desse momento. Não é um projeto de ordem pessoal. Ninguém governa sozinho. Reconheço sempre a importância do MDB em minha eleição para o Senado. Nossa aliança elegeu um senador em 2014, elegeu vários prefeitos em 2016. E e em 2018, unidos, vamos ganhar as eleições. Demos aqui um primeiro passo para mostrar que este sentimento de unidade não é uma utopia, está materializado, está fortalecido, vai ser no decorrer da discussão, na convenção do MDB. Se tudo der certo, o MDB vai ter um senador em 2019, o meu suplente Luiz Carlos do Carmo”, disse.
Após os prefeitos falarem que o partido deveria ser vice de Caiado, o senador disse que a decisão cabe ao MBD e que ele garante a condição de que a legenda terá na chapa o vice governador e uma vaga para o Senado. “É governar a quatro mãos”, disse, depois de receber o apoio dos emedebistas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Daniel se compromete a reduzir IPVA em até 15%

20/09/2018

O candidato ao governo de Goiás pela Coligação Novas Ideias, Novo Goiás (MDB, PP, PRB e PHS), Daniel Vilela (MDB), afirmo...

Candidatura de Caiado ganha mais reforços de lideranças evangélicas

20/09/2018

O respeito e a credibilidade do Bispo Abigail (PSC) junto à sociedade goiana trouxeram um novo peso político à campanha el...

Zé Eliton diz que educação será prioridade em seu novo governo, caso seja reeleito

20/09/2018

O governador Zé Eliton (PSDB) afirmou que avançar mais na Educação é a máxima prioridade de seu novo governo e que a li...

Samuel Gemus: “Trago um novo jeito de fazer política nesta eleição”

20/09/2018

Aos 36 anos de idade e já dono de um extenso currículo na área médica, Samuel Fayad Gemus, ou Dr. Samuel, como muitos o c...