(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Seminário de Fundações e Associações realizado em Anápolis

Cidade Comentários 04 de outubro de 2013

Encontro reuniu integrantes do Ministério Público de todo o País e teve posse dos integrantes da diretoria da Profis


Mais de 100 participantes reuniram-se hoje (3/10) na Estância Park Hotel, em Anápolis, para o VI Seminário de Fundações e Associações do município. O evento é realizado pelo Ministério Público de Goiás, a Associação Nacional de Promotores e Procuradores de Fundações e Entidades de Interesse Social (Profis) e o Fundo para o Desenvolvimento Social do Terceiro Setor (Fundes).
No primeiro ato solene da abertura do evento, houve a cerimônia de posse dos integrantes da nova diretoria da Profis, que será presidida pelo promotor de Justiça Marcelo Henrique dos Santos, da Curadoria de Fundações e Associações de Anápolis. À frente da associação e coordenando o evento, o promotor destacou a importância do terceiro setor e da articulação desta parcela produtiva da sociedade com o primeiro (administração pública) e segundo (mercado) setores.
Em sua fala, ele enfatizou que o principal objetivo do seminário é o de abrir espaço para um debate crítico sobre os desafios a serem enfrentados pelas associações e entidades, visando alcançar melhorias para os beneficiários destas entidades. “É hora de promovermos uma inclusão social de fato”, afirmou. Emocionado e agradecido por presidir a Profis, o promotor salientou que não se cansa de falar e de viver a esperança, mas observou que é necessário acrescentar um outro ingrediente ao trabalho: o amor.
Refletindo sobre o tema do seminário “O terceiro setor que temos e o que queremos”, ele ponderou que atualmente existe um terceiro setor indispensável para a sociedade, mas que ainda é necessário ser conhecido e reconhecido, além de regulamentado, por meio da construção de um marco legal.
Na cerimônia de abertura, o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, manifestou apoio da administração municipal nas ações da Profis e na atuação da Curadoria de Fundações de Anápolis. “Reconhecemos a importância do terceiro setor e sabemos que são instituições que fazem de Anápolis referência em diversas áreas como saúde e educação”, pontuou.
O procurador-geral de Justiça, Lauro Machado Nogueira, salientou que o papel do Ministério Público é o de velar pelas fundações de direito privado, numa atuação que vai além de fiscalizar, “pois abrange também o papel de orientar e unir-se àqueles que têm os mais altos objetivos de responsabilidade social”. Ele também reforçou a necessidade de elaborar uma legislação que contemple incentivos reais àqueles que investem no terceiro setor, com a criação de mecanismos que façam frutificar as entidades privadas que têm atuado em diversas áreas, como o desenvolvimento social e o assistencialismo.
Compuseram ainda a mesa de abertura o juiz Carlos José Limongi, a chefe do Gabinete de Gestão de Interlocução com os Movimentos Sociais, Rose Cruvinel; o juiz do Trabalho Sebastião Alves Martins; o presidente da Câmara de Vereadores de Anápolis, Luis Lacerda; o reitor da UniEvangélica, Carlos Hassel Mendes, e o procurador de Contas do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), José Gustavo Athayde.
Também participaram do evento a diretora da Escola Superior do Ministério Público de Goiás, Ana Paula Antunes Vieira Nery; a coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Consumidor, Alessandra Melo Silva, e Sandra Mara Garbelini, da 15ª Promotoria de Justiça de Anápolis. Promotores e procuradores de Justiça de diversos Estados e do Distrito Federal também prestigiaram o seminário.
O seminário foi dividido em três eixos temáticos: Saúde, Gestão e Voluntariado. De acordo com o promotor de Justiça Marcelo Henrique dos Santos, Curador de Fundações e Entidades de Interesse Social de Anápolis, a intenção primordial é “transformar a discussão e o planejamento em ações sólidas e conjuntas, nos distanciando de uma postura isolada. Queremos organizar, formular e debater ideias e meios para efetivar ações inclusivas, integrando e mobilizando de forma sistemática as entidades do terceiro setor”. (Com informações da assessoria do MP/GO)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Evangélicos de várias denominações vão para as ruas neste sábado

08/12/2017

O Conselho de Pastores de Anápolis, com o apoio de diversas igrejas do Município, realiza, neste sábado, 09, mais uma edi...

Projeto “Natal de Coração” democratiza festa social

01/12/2017

O Prefeito Roberto Naves e a Primeira-Dama, Vivian Cristina Albernaz Naves lançaram, na noite da última quarta-feira, 29, a...

Secretaria do Meio Ambiente volta a plantar ipês na Avenida Brasil

30/11/2017

Um dos principais projetos de arborização já executado em Anápolis, o plantio de dez mil mudas de ipês amarelos na Aveni...

Décima Conferência Municipal de Saúde começa na 2ª feira com extensa pauta

30/11/2017

A 10ª edição da Conferência Municipal de Saúde (CMS) será aberta oficialmente na próxima segunda-feira, 04, no auditó...