(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Secretário da Fazenda detalha Programa Recuperar

Economia Comentários 04 de outubro de 2013

Programa contemplará contribuinte com pendências em relação ao ICMS, IPVA e ITCD e multas formais


O presidente em exercício da FIEG, Wilson de Oliveira, recebeu na entidade, durante a reunião ordinária ocorrida na última terça-feira,1º, o secretário da Fazenda, José Taveira Rocha, juntamente com o superintendente da Receita Estadual, Glaucus Moreira Nascimento e Silva e o chefe de Gabinete da Pasta, Múcio Bonifácio. Na oportunidade, foi realizada uma exposição detalhada acerca do Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Pública Estadual, o Recuperar, que já abriu o prazo de adesão para as empresas interessadas em regularizarem suas pendências em relação ao ICMS, IPVA e ITCD e multas formais, cujos fatos geradores tenham ocorrido até 31/07/2013.
No encontro com a diretoria da FIEG e presidentes de diversos sindicatos ligados à indústria, o secretário José Taveira e o superintendente da Receita, Glaucus Moreira, explicaram de forma detalhada como funciona o Recuperar, que tem prazo somente até o próximo dia 11 para aqueles empresários que desejarem quitar os débitos à vista, gozando da redução de 100% sobre multa e juros. Para os contribuintes que optarem pelo parcelamento, a redução varia de acordo com o prazo e o número de parcelas, que pode chegar até 60, sendo que o prazo final de adesão se encerra no dia 20 de dezembro próximo. (Veja mais no informe que está nesta edição do Boletim Eletrônico)
Atendendo reivindicação apresentada na reunião pela diretoria da FIEG, o secretário garantiu que o diálogo com a Federação e as demais entidades do setor produtivo será amplo. “Não podemos garantir que todas as reivindicações serão atendidas, mas todas elas serão amplamente discutidas”, enfatizou, acrescentando ter maior consideração pela entidade, que abraçou a Agência de Fomento, instituição que já dirigiu, além de ter passado pela presidência do Ipasgo e a direção geral do Detran.
O presidente Wilson de Oliveira destacou que o diálogo dos empresários com a SEFAZ/GO é muito importante, em razão das dificuldades que os setores produtivos têm de lidar com o amplo cipoal tributário, que dificulta a vida das empresas. Ele também falou sobre a dificuldade que as pequenas empresas estão enfrentando, em face a aplicação do regime de substituição tributária, assunto este que foi discutido numa reunião em que participou na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Nesta mesma reunião, disse, Goiás ficou em evidência através do Instituto Euvaldo Lodi (IEL/GO), que poderá ter o seu modelo do site do estágio adotado em nível nacional.
Wilson de Oliveira agradeceu a presença das lideranças na reunião, que foi bastante concorrida e, especialmente, ao presidente Pedro Alves, pela deferência na passagem do cargo, durante o período em que o mesmo esteve à frente de uma missão empresarial à Ásia. “É sempre uma honra muito grande presidir a entidade e buscamos fazer isso da melhore forma, pelo que ela representa para Goiás e para o Brasil”, pontuou.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...