(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Secretaria apresenta Goiás em Rodada de Negócios da Firjan

Economia Comentários 28 de agosto de 2014

Titular da Pasta, William O´Dwyer, se reuniu com empresários alemães e do eixo Rio-São Paulo para mostrar vantagens de investimentos no Estado


Pelo menos 10 reuniões de negócios foram agendadas por empresários cariocas dos ramos farmoquímico, de logística, de serviços industriais e de turismo para os próximos dias com o governo do Estado. Este foi o resultado imediato do Encontro de Negócios com Goiás, realizado na última quarta-feira,27, pela Secretaria de Estado e Indústria Comércio (SIC) e Câmara Brasil-Alemanha, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).
O secretário William O'Dwyer, que apresentou dados e vantagens competitivas da economia goiana local a um público de 47 empresários do Rio, avaliou o encontro como positivo e disse acreditar na captação de R$ 200 milhões de investimentos a médio prazo, junto às empresas cariocas. "Vamos manter contato com estas empresas. São investidores importantes para complementar nossa cadeia produtiva e com chance de prosperarem em nosso Estado", destacou.
Edson Tavares, superintendente do Porto Seco de Anápolis, ressaltou durante palestra na Firjan, que Goiás está num momento Ímpar para investimento logístico. "Um dos exemplos é a Plataforma Multimodal que está sendo finalizada em Anápolis", destacou. Conforme Tavares, os empresários devem ficar atentos ao período de credenciamento ferroviário.

Contribuições
As vantagens para se investir em Goiás foram ressaltadas junto aos empresários cariocas por outros integrantes da comitiva presente à Firjan, como o 1º vice-Presidente da Fieg, Wilson Oliveira, que destacou aspectos da "segurança jurídica de que desfruta o empreendedor que escolhe o Estado para seus investimentos e o apoio integral do Fórum Empresarial.
Quem também destacou o momento propício de Goiás para a atração de novos investimentos, foi o presidente da Câmara Brasil-Alemanha, Sérgio Bonada: "O Brasil tem superávit na balança comercial, por meio do agronegócio. Goiás é um diferencial nesta área. O importante é o empresariado do País estar atento a este processo. O Brasil é viável em Goiás", afirmou Bonada.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...