(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Secretaria abre inscrição para seleção de estagiário

Educação Comentários 30 de agosto de 2013

Candidatos devem ter acima de 18 anos e possuir Ensino Médio completo; aprovado vai atuar na capacitação de catadores


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente realiza até a próxima terça-feira, 03, inscrições para seleção de estagiário que será capacitado para atuar com catadores de materiais recicláveis. Esta é uma das iniciativas que constam de convênio estabelecido entre a Prefeitura de Anápolis e a Incubadora Social da Universidade Federal de Goiás (UFG), que desenvolve o projeto Catadores Solidários (Cata Sol). O cadastro dos interessados e as entrevistas são na Secretaria, e a exigência é que o candidato possua Ensino Médio completo e tenha mais de 18 anos. A escolha do estagiário e também sua remuneração, no valor R$ 500,00, é de responsabilidade da Incubadora Social.
O projeto Cata Sol tem como objetivo impulsionar os programas de coleta seletiva em 10 municípios goianos (na primeira etapa), criar cooperativas de catadores de material reciclável e criar incubadoras locais para dar assessoria técnica aos cooperados. O secretário municipal de Meio Ambiente, Francisco Carlos Costa, informa que o estagiário contratado vai passar por curso de formação, oferecido pela UFG. Ele destaca que o convênio com a universidade inclui o Ministério Público e, ainda, as secretarias municipais de Desenvolvimento Social e de Saúde.
O secretário Francisco Costa explica que, embora Anápolis realize trabalho de coleta seletiva, possua cooperativa organizada de catadores de materiais recicláveis – a Copersólidos -, ainda existem pessoas que insistem em não respeitar as normas e invadem o aterro sanitário em busca de produtos que sirvam para comercialização. Estes cidadãos são o foco do convênio e é com eles que o estagiário vai lidar diretamente. O secretário destaca que o aterro sanitário de Anápolis é licenciado e considerado modelo em Goiás. A ideia é incluir estas pessoas na Copersólidos ou, talvez, criar mais uma cooperativa, diz. “O objetivo final é a inclusão e a melhoria da qualidade de vida desses catadores”, completa o secretário.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

UniEVANGÉLICA começa ano com capacitação para o corpo docente

01/02/2018

Professores, coordenadores, diretores e Pró-Reitoria acadêmica participaram nesta semana do Seminário de Atualização de ...

Número de alunos na rede pública cresceu 7,16% em cinco anos

01/02/2018

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira publicou, no Diário Oficial da União, na última ...

IFG tem vagas em cursos para jovens e adultos

12/01/2018

Com prazo previsto para se encerrar nesta sexta-feira, 12 de janeiro, as inscrições para os cursos técnicos integrados ao ...

Telecentros nos distritos ganham novos materiais didáticos

29/12/2017

Os Telecentros instalados nos distritos de Interlândia, Souzânia e Joanápolis passam a utilizar como subsídio e materiais...