(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Saúde voltada para crianças e jovens

Saúde Comentários 25 de fevereiro de 2011

Uma das vertentes do programa é também promover ações que afastem meninos e meninas do uso de álcool e drogas. Para atender 52 escolas municipais, estarão envolvidas 31 equipes do PSF


Com a participação de servidores e alunos da rede pública de ensino, as secretarias municipais de Saúde e Educação, realizaram na última terça-feira, 22, o lançamento oficial dos programas Saúde na Escola e Saúde do Adolescente. O objetivo destas ações é desenvolver atividades de saúde e educação com atenção integral voltada para crianças, jovens e adolescentes das escolas da rede municipal.
O evento realizado no Teatro Municipal contou a presença do vice-prefeito, João Gomes, do juiz da Infância e Juventude, Carlos Limongi Sterse, do promotor da Infância e Juventude, Carlos Alexandre Marques, dos secretários municipais Roberson Guimarães (Saúde) e Virgínia Pereira de Melo (Educação), do membro da Equipe Técnica do Programa Saúde na Escola (PSE) do Ministério da Saúde, Alessandro Dias, e do coordenador estadual do PSE, Amilton José.
Em seu discurso, o vice-prefeito, João Gomes, falou sobre a importância do projeto para as crianças e adolescentes do município, fazendo um paralelo com outras ações da Prefeitura, como o programa Esporte para Todos. “Atividades como essas são fundamentais para garantir o desenvolvimento e aprendizado destas crianças e adolescentes”, explicou.
Para o secretário municipal de Saúde, Roberson Guimarães, com a parceria, será possível realizar a promoção da saúde dentro das escolas, evitando assim o surgimento de doenças e uso de drogas. O secretário ainda bordou outro importante tema: a gravidez na adolescência. “Com esse programa vamos levar informações para esses alunos para que possam se prevenir de uma gravidez indesejável, assim como de doenças, sexualmente transmissível”, disse.
Segundo a secretária municipal de Educação, Virgínia Pereira de Melo, o programa irá contribuir para melhores condições de saúde dos alunos da rede pública de ensino. E acrescentou que será um trabalho de integração entre as duas secretarias, onde a Educação fará o encaminhamento dos alunos e a Saúde cuidará para que eles tenham toda a assistência necessária. “Acreditamos que esse programa irá garantir mais qualidade de vida aos nossos alunos”, concluiu.

Programa
O programa também tem como meta promover a paz cultural, afastando meninos e meninas do uso de álcool e drogas. Este trabalho já é realizado em vários municípios do Brasil.
Para atender 52 escolas municipais, estarão envolvidas 31 equipes de profissionais do Programa Saúde da Família (PSF), uma equipe do Programa de Agentes Comunitários de Saúde- PACS (agentes de saúde e enfermeiros) e apoio de três equipes do Núcleo de Apoio a Saúde da Família- NASF (psicólogo, nutricionista, fisioterapeuta, educador físico e farmacêutico). No total, espera-se que 21 mil estudantes sejam atendidos.
O papel das equipes de saúde será visitar as escolas para realizar avaliações clínicas, promoção e prevenção em saúde e, caso necessário, encaminhar o aluno para alguma unidade. De acordo com informações das secretarias, os programas são ações continuadas, onde crianças e adolescentes estarão sendo acompanhados.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...