(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Saúde inicia imunização de crianças contra Hepatite A

Saúde Comentários 08 de agosto de 2014

A vacina é destinada somente à faixa etária de 1 ano a 1 ano e 11 meses e está disponível em toda rede básica de saúde de Anápolis


Seguindo orientação do Ministério da Saúde, que determinou a inclusão, a partir desse mês, da vacina contra a hepatite A no calendário nacional de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS), a Prefeitura já iniciou o trabalho de imunização. As vacinas estão disponíveis em todas as unidades básicas de saúde de Anápolis e nos Cais do Jardim Progresso e Abadia Lopes da Fonseca. O público-alvo são crianças de 1 ano até um 1 e 11 meses. De acordo com o Ministério da Saúde a meta é imunizar 95% deste público em um ano - cerca de três milhões de crianças – e o objetivo é prevenir e controlar a hepatite A gradativamente no Brasil.
Para que as equipes estejam preparadas para atender a essa nova demanda, a Secretaria Municipal de Saúde realiza nessas quarta e quinta-feira, 6 e 7, curso de capacitação para enfermeiros e técnicos que enfermagem que atuam nas salas de vacinação. Os encontros acontecem durante todo o dia, no auditório do Bloco B da UniEVANGÉLICA. O objetivo é atualizá-los para aplicarem as doses da vacina de Hepatite A e, também, para a segunda fase da Campanha do HPV, prevista para o mês de setembro.
A hepatite A é uma doença que atinge o fígado. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, ocorrem cerca de 1,4 milhão de casos no mundo. De acordo com o Ministério da Saúde, 151.436 casos da doença foram registrados no Brasil entre os anos de 1999 e 2013. No período entre 1999 e 2012, 761 pessoas morreram por causa da doença.
A prevenção da hepatite A consiste em vacinar a criança e, também, em bons hábitos de higiene. A vacina é realizada por injeção em duas doses em um período de seis meses e só pode ser aplicada após o primeiro ano de vida, normalmente aos doze meses e a segunda dose aos dezoito.
A transmissão da doença ocorre de uma pessoa para outra, como o contato com a saliva de uma pessoa contaminada. As crianças são mais atingidas por não terem a preocupação de levar sempre as mãos. Além disso, a transmissão, também, pode ocorrer através da ingestão de água e alimentos contaminados.
A Hepatite A pode gerar diversos problemas à saúde da criança como desidratação e perda de peso. Um dos primeiros sinais é a urina escura e, em seguida, podem aparecer sintomas como náuseas, vômitos, febre, sangramentos e icterícia (cor amarelada que aparece na pele e no branco dos olhos).

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Combate à “farra” dos cartões do SUS

17/01/2019

O Prefeito Roberto Naves anunciou que deverá enviar uma equipe técnica para conhecer o modelo de gestão de uma espécie de...

Secretário Municipal de Saúde faz “raio-x” nas unidades ligadas ao setor

17/01/2019

Avaliar de perto a realidade de cada uma das unidades da rede municipal e fiscalizar a prestação de serviços ao cidadão. ...

Crise na Saúde - Municípios estão em dificuldades sem os repasses do Estado

10/01/2019

De acordo com o Atlas da Eficiência da Educação (versão 2018) em Goiás, a gestão da educação em 213 municípios (93% ...

Verba para equipamentos na odontologia municipal

10/01/2019

Devido ao trabalho executado na área de saúde bucal, inclusive com a criação de 12 novas equipes em dois anos, a Prefeitu...