(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Saúde esclarece que vacina não provoca gripe

Saúde Comentários 18 de maio de 2012

Boatos de que o imunizante estaria provocando a doença, ao invés de preveni-la, foram rechaçados pela Secretaria Estadual da Saúde


A gerente de Imunizações e Rede de Frio da Secretaria da Saúde, Clécia Vecci Menezes, esclarece à população que a vacina contra a gripe, que se encontra disponível em cerca de 932 postos fixos do Estado, é trivalente e protege contra as influenzas A (H1N1), B e sazonal. E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a vacina não provoca a gripe, pois, segundo ela, a vacina é formulada a partir de vírus mortos. “O que pode ocorrer é que nesta época do ano há muitos vírus em circulação no ambiente, o que pode provocar doenças e alergias, às vezes a pessoa já pode ter sido contaminada pelo o vírus da gripe antes mesmo de se vacinar, mas esses casos não podem ser jamais associados à aplicação da vacina,” explica a servidora.
Clécia lembra que mesmo não tendo 100% de eficácia, a vacina protege especialmente contra as formas mais graves e possíveis complicações da doença. “A vacina protege contra a Influenza A (H1N1) e é importante lembrarmos à população que estamos em um período pós-pandêmico, e portanto com elevada circulação viral no ambiente (por causa da pandemia da gripe A ocorrida em 2010). Segundo ela, o grupo contemplado (idosos, crianças, gestantes, indígenas e profissionais da saúde) é também o mais suscetível à doença e às suas complicações.
Recomendações
Após o encerramento da campanha no próximo dia 25, a Secretaria irá disponibilizar a vacina, mediante comprovação médica, para portadores de doenças crônicas como diabéticos, cardiopatas e imunodeprimidos, entre outros. A população carcerária também será imunizada. Para as pessoas que não estão entre o público alvo da campanha de vacinação, a gerente orienta cuidados com a alimentação e a higiene de um modo geral, sobretudo com a lavagem das mãos, e recomenda que evitem locais fechados, com grande aglomeração de pessoas, e que no caso do aparecimento dos primeiros sintomas procurem orientação médica.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Mudanças no programa Farmácia Popular preocupam vereadores

22/06/2017

O Vereador Antônio Gomide (PT) falou na tribuna, na última segunda-feira, 19, sobre o possível fechamento da Farmácia Pop...

Município anuncia importantes reformulações na área da saúde

15/06/2017

Uma das áreas mais sensíveis da Administração, a pasta da Saúde, tem desafios que extrapolam os limites do Município. P...

Anvisa ouve reivindicações dos laboratórios goianos

15/06/2017

Anápolis recebeu, no último dia 09, a presença do médico sanitarista e epidemiologista, Jarbas Barbosa da Silva Júnior, ...

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...