(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Sangue: Doadores podem ter, até, 69 anos de idade

Saúde Comentários 15 de novembro de 2013

Brasil realiza anualmente a coleta de 3,6 milhões de bolsas de sangue. Com a medida, outros dois milhões de brasileiros poderão doar


Uma boa notícia para a política de saúde pública no Brasil, principalmente para as pessoas que necessitam de doação de sangue. Em decisão adotada esta semana, o Ministério da Saúde ampliou de 67 para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no Brasil, o que amplia em dois milhões o público potencial de doadores, seguindo o que já acontece em países como EUA, França e Espanha. A idade mínima para doar sangue é 16 anos. Além disso, o ministro Alexandre Padilha assinou portaria que torna obrigatória a realização do teste NAT (teste de ácido nucleico) em todas as bolsas de sangue coletadas no País. Por ano, são coletadas no Brasil 3,6 milhões delas. Com a expansão das idades mínima e máxima dos doadores, houve a abertura para 8,7 milhões novos voluntários. O Sistema Único de Saúde oferta, desde a década de 90, os testes para detecção dos vírus das hepatites B e C, HIV, Doenças de Chagas, Sífilis e Malária (na Região Norte). O teste NAT será realizado de forma adicional (para detecção de HIV e hepatite tipo C) somado aos exames de sorologia que continuarão sendo aplicados. O Ministério da Saúde também distribui vacina para prevenção da hepatite B.

Teste
Com a nova portaria, todo sangue coletado no País deverá passar obrigatoriamente pelo teste NAT para a detecção dos vírus HIV e da Hepatite C no momento da coleta. O exame reduz a chamada “janela imunológica” para a identificação mais rápida destes vírus. O NAT brasileiro é produzido pelo laboratório público Bio-Manguinhos, da Fundação “Oswaldo Cruz”. A universalização do teste ocorre após a implantação, em 14 estados, de centros de referência para a realização dos testes (sítios testadores), que são responsáveis por analisar as amostras nos respectivos estados e nos estados de sua abrangência. A devolução do resultado do teste para o estado de origem ocorre em até 48 horas.
Este modelo segue exemplo de países como EUA, Japão e Austrália, que também optaram pela centralização dos exames. Atualmente, 75% da coleta de sangue no Brasil é feita na rede pública e 25%, na rede privada. Os hemocentros de todo o País terão 90 dias para se adequarem às novas regras, que serão fiscalizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A partir de 2014, o Ministério da Saúde irá financiar todos os gastos dos sítios testadores para implantação do NAT, incluindo recursos humanos e armazenagem das amostras. Isso vai representar um gasto de R$ 64 milhões por ano.

Vantagens
O NAT reduz a janela imunológica ou o tempo em que o vírus permanece indetectável por testes de 22 para 10 dias, no caso do HIV; e de 35 para 12 dias, em relação ao vírus da Hepatite tipo C. Este teste identifica o material genético do vírus e não os anticorpos, o que permite um resultado mais rápido e eficaz. Por exemplo, os demais métodos sorológicos identificam a doença a partir da produção de anticorpos após a infecção provocada pela doença. Desta forma, os anticorpos contra o HIV somente são detectados no sangue com 22 dias, após a contaminação, e os de HCV, com 70 dias. O SUS conta com 32 hemocentros coordenadores e 368 regionais e núcleos de hemoterapia distribuídos em todo o País. O investimento do Ministério da Saúde na rede de sangue em hemoderivados chegou a R$ 1,1 bi em 2012. Os recursos foram aplicados no custeio do serviço, na qualidade da coleta e na modernização das unidades, inclusive com a implantação de tecnologias mais seguras.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...

Obras no Huana continuam com recursos da venda da CELG

27/04/2017

As obras de ampliação e reforma do Hospital de Urgências de Anápolis “Dr. Henrique Santillo” terão continuidade com ...

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...