(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Saúde na Escola atende a quase 40 mil estudantes

Educação Comentários 20 de outubro de 2017

Cartão do SUS chegará aos alunos de escolas públicas até o final do ano


A Prefeitura de Anápolis, em parceria com o Governo Federal, está desenvolvendo o Programa de Saúde na Escola (PSE), um conjunto de ações básicas realizado no ambiente escolar. Nesse aspecto, uma novidade é o atendimento na rede pública, por meio do prontuário eletrônico dos beneficiários, via Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), que chegará a todos os estudantes antes do final do ano.
Integram o programa 80 unidades da rede municipal de educação e 17 da estadual. São 37.902 estudantes beneficiados pelo projeto que proporciona ótima repercussão em toda a comunidade, uma vez que os objetivos não estão restritos à sala de aula.
O planejamento do PSE estabelece o biênio 2017/2019, como o período para a realização de um conjunto de 12 metas que devem ser atingidas de maneira intersetorial para desenvolver a educação integral e a promoção de saúde nas unidades de ensino.
O secretário municipal de Educação, Alex Martins, observa que o processo de aprendizagem está diretamente ligado com boas condições clínicas dos alunos. “Quando eles estão bem, têm maior capacidade de assimilar conteúdos”, ponderou.
Atenta ao custo/benefício da gestão, a secretária municipal de Saúde, Luzia Cordeiro, enxerga que, mesmo como público alvo, os estudantes não são a única finalidade do programa. “Eles são multiplicadores e vão levar até as famílias aquilo que estão assimilando”, projetou. Segundo ela, a saúde tem que chegar onde o usuário do sistema está. “O repasse dessas informações vai levar saúde a toda a comunidade, além de economia aos cofres públicos”, completou.
O município conta ainda com 50 equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) já envolvidas no PSE. Outras nove estão aderindo.

O planejamento deve contemplar as seguintes ações:
1. Atualização vacinal dos estudantes;
2. Alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil;
3. Ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti;
4. Avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de flúor;
5. Saúde ocular e identificação de possíveis sinais de alteração;
6. Avaliação da saúde auditiva e identificação de possíveis sinais de alteração;
7. Prevenção das violências e dos acidentes;
8. Identificação de sinais de agravos de doenças em eliminação;
9. Prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack, e outras drogas;
10. Realização de práticas corporais, da atividade física e do lazer;
11. Promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos;
12. Prevenção de DST/AIDS e orientação sobre direito sexual e reprodutivo.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Câmpus do IFG Anápolis tem nova diretora eleita

30/11/2017

A Comissão Eleitoral Central publicou no final da noite desta quarta-feira, 29, o resultado preliminar da eleição para dir...

Associação Educativa Evangélica celebra os 500 anos da Reforma Protestante

03/11/2017

Serão necessários mais 500 anos para que as futuras gerações tenham a noção da importância da celebração realizada n...

Saúde na Escola atende a quase 40 mil estudantes

20/10/2017

A Prefeitura de Anápolis, em parceria com o Governo Federal, está desenvolvendo o Programa de Saúde na Escola (PSE), um co...

Oficinas gratuitas oferecidas no programa Semana Cidadã

06/10/2017

A 1ª edição da Semana Cidadã, uma parceria entre a UniEVANGÉLICA e a Prefeitura Municipal de Anápolis, através da Secr...