(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Sabin vem para Anápolis

Saúde Comentários 26 de fevereiro de 2010


A maior empresa de análises clínicas do Centro-Oeste, o Laboratorio Sabin, que nasceu no Distrito Federal, inaugura, esta semana, a quinta unidade em Goiás e a primeira em Anapólis. A empresa vai gerar 12 empregos diretos e tem capacidade para 75 atendimentos por dia.
Para a diretora executiva do Sabin, Janete Ribeiro Vaz, a inauguração tem um gostinho especial. Natural de Anapólis, Janete é apaixonada pela cidade e acredita que seus conterrâneos vão conhecer não apenas um laboratório comprometido com a qualidade dos serviços que presta, mas uma empresa socialmente responsável que respeita e valoriza o ser humano acima de tudo.

- “É muito bom perceber que saí daqui (Anápolis) e volto para casa trazendo algo que construí ao longo da minha carreira profissional. Devo parte da minha vida ao que essa cidade me ofereceu na infância e juventude”, revela –emocionada - a empresária.

Por dentro do Sabin
O Sabin nasceu em 1984 pelas mãos da goiana Janete Ribeiro Vaz e da mineira Sandra Costa. Motivadas pelo sonho de ter o próprio negócio, elas percorreram Brasília em busca do lugar ideal para erguer a primeira unidade da empresa. As duas haviam se conhecido anos antes, em 1980, quando trabalharam em um laboratório na Capital Federal.

Hoje o Sabin é uma potência. Atende a aproximadamente 100 mil clientes/mês e realiza 850 mil exames por mês, num total de 10,2 milhões por ano. De 2000 para 2009, a empresa saltou de 17 para 59 unidades. O número de colaboradores nesse período saltou de 140 para mais de 800. Só no ano passado, quando a crise ameaçava o País, o Sabin inaugurou 10 unidades e expandiu os negócios para a Bahia, ao inaugurar a primeira unidade fora do eixo DF - Goiás. Esse ano o foco é Goiás e Minas Gerais. A loja de Anapólis é a 61ª da rede e a terceira de Goiás (Formosa, Planaltina, Novo Gama e Luziânia) e há planos de inaugurar a primeira unidade em Goiânia ainda este ano.

Nesses 26 anos de atuação, a oferta de bons serviços na área da saúde, a adoção de uma postura ética e o investimento em projetos sociais para melhoria da qualidade de vida da comunidade levaram o Sabin e as sócias a conquistarem reconhecimentos nacionais e internacionais. Em 2009, o Laboratório conquistou o quarto lugar no ranking da revista Você S/A Exame e despontou sozinha como a única empresa do Distrito Federal a figurar entre as dez primeiras colocadas, pelo quinto ano consecutivo. Pelo segundo ano, o Sabin foi considerado pelo Institute Great Place to Work (GPTW) a melhor empresa para a mulher trabalhar e a quinta empresa no ranking geral, além de estar na lista das melhores da América Latina.

Os prêmios são resultados de investimentos: o Sabin ajuda os funcionários a financiarem a casa própria e o carro, além de desenvolverem projetos para gestantes; programas de desenvolvimento profissional, como auxílio na graduação, na pós-graduação e na especialização; inclusão social; reconhecimentos; recompensas e comemorações. “Tudo isso é qualidade de vida, é promover a alegria, a busca da realização de sonhos, de desenvolvimento profissional e pessoal”, explicam as sócias.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Mudanças no programa Farmácia Popular preocupam vereadores

22/06/2017

O Vereador Antônio Gomide (PT) falou na tribuna, na última segunda-feira, 19, sobre o possível fechamento da Farmácia Pop...

Município anuncia importantes reformulações na área da saúde

15/06/2017

Uma das áreas mais sensíveis da Administração, a pasta da Saúde, tem desafios que extrapolam os limites do Município. P...

Anvisa ouve reivindicações dos laboratórios goianos

15/06/2017

Anápolis recebeu, no último dia 09, a presença do médico sanitarista e epidemiologista, Jarbas Barbosa da Silva Júnior, ...

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...