(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rombo de R$170 bi será pago pelo trabalhador, avalia Baldy

Política Comentários 26 de maio de 2016

Deputado Federal Alexandre Baldy (PTN) faz avaliação sobre os problemas resultantes da equivocada política econômica do Governo Dilma Rousseff


Em votação simbólica, o Congresso Nacional aprovou na madrugada desta quarta-feira (25/5) a alteração da meta fiscal que permite um déficit de R$ 170,5 bilhões nas contas do governo central ao final de 2016. Com mais de 16 horas de votação, os deputados e senadores votaram ainda 24 vetos presidenciais que trancavam a pauta.
O projeto aprovado pela Casa inclui R$ 56,6 bilhões de riscos fiscais, passivos e despesas já contratadas, itens como a possibilidade de redução do resultado fiscal dos estados, uma quantia de R$ 9,0 bilhões para evitar a paralisação de obras do PAC, além de R$ 3,5 bilhões para a Defesa e R$ 3,0 bilhões para a Saúde.
A nova equipe econômica conseguiu ainda o descontingenciamento de R$ 21,2 bilhões. Em março, o time então comandado pelo ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa pediu o contingenciamento temporário. A intenção do governo com a liberação dos recursos é garantir a continuidade do funcionamento da máquina pública.
“Não há motivos para sorrir, pois aprovar uma ajuste nas contas públicas permitindo um déficit de 170 bilhões nas contas primárias, mostra o mal que o PT fez ao Brasil e o rombo que deixou para os brasileiros pagarem com o suado imposto pago por todos”, afirma Baldy.

Autor(a): Renata Guimarães

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

1240 requerimentos são aprovados no primeiro semestre

12/07/2018

O campeão deste tipo de proposição no primeiro semestre do ano é o vereador Deusmar Japão (PSL), com 176 requerimentos a...

Da Câmara Municipal para o Senado?

12/07/2018

Primeiro foi o vereador Jakson Charles (PSB) que teve seu nome ventilado com provável companheiro de chapa da senadora Lúci...

Da Câmara Municipal para o Senado?

12/07/2018

Primeiro foi o vereador Jakson Charles (PSB) que teve seu nome ventilado com provável companheiro de chapa da senadora Lúci...

Da Câmara Municipal para o Senado?

12/07/2018

Primeiro foi o vereador Jakson Charles (PSB) que teve seu nome ventilado com provável companheiro de chapa da senadora Lúci...