(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rodovias goianas monitoradas até quarta-feira de cinzas

Geral Comentários 08 de fevereiro de 2013

Aparato terá vários aparelhos para o teste do bafômetro, mais de 300 viaturas e 40 radares móveis


A Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) e o Comando do Policiamento Rodoviário de Goiás (foto) deram início, nesta quinta-feira,7, à Operação Carnaval, com o objetivo de fiscalizar e orientar condutores quanto ao respeito às leis de trânsito, bem como sobre as condições das rodovias.
Segundo o comandante do Policiamento Rodoviário de Goiás, coronel Avelar Lopes (foto) de Viveiros, um efetivo de 920 policiais será distribuído nas diversas rodovias goianas, sobretudo nas que dão acesso a pontos turísticos do Estado. “Nosso foco é dar apoio ao condutor, orientando e fiscalizando, em parceria com órgãos como a Agetop (Paz na Estrada) e a AGR”, explica.
Durante a Operação Carnaval, policiais e fiscais contarão com 318 viaturas, 36 motocicletas, 15 bafômetros e mais de 40 radares móveis de velocidade. Em rodovias como as GO’s 070 e 020, a polícia espera um tráfego 150% maior que o normal, o que significa mais de 80 mil veículos, no caso da primeira (070), e mais de 60 mil, na segunda (020).
Embora a operação não tenha caráter punitivo, a fiscalização será intensa nas estradas, para a segurança dos condutores. “As dicas que nós repassamos não são novas: respeitar a sinalização, não exceder os limites de velocidade, nem fazer uso de álcool ou de qualquer substância que afete as condições dos motoristas. Se o destino for alguma das cidades turísticas, redobre as atenções, pois o fluxo de veículos aumenta muito, o que também aumenta a probabilidade de riscos e acidentes”, arremata.

Estradas
Além da fiscalização e orientação aos motoristas nas estradas, o Governo do Estado – por meio da Agetop e do programa Rodovida – tem se empenhado na reconstrução e manutenção da malha rodoviária goiana. O diretor de Obras Rodoviárias da Agetop, José Marcos de Freitas Musse, informa que as pistas que dão acesso aos principais pontos turísticos do Estado estão em boas condições de trafegabilidade.
“Há trechos em perfeitas condições e outros que exigem maior atenção dos condutores. As estradas com destino a Três Ranchos, Aruanã, Caldas Novas e Pirenópolis, por exemplo, estão em boas condições, salvo problemas pontuais que são constantemente monitorados e colocados em manutenção – como o trecho de aproximadamente 16 quilômetros entre Inhumas e o trevo de acesso a Carmo do Rio Verde, que está recebendo manutenção constante. É preciso ainda atenção em trechos da GO-060 e em locais próximos às cidades de Britânia, Turvânia, Firminópolis e São Luís de Montes Belos”, diz.
Segundo o diretor, quando uma rodovia chega à fase de reconstrução é porque a vida útil já está esgotada. Neste caso, as manutenções adquirem apenas um caráter paliativo. “Aquelas que se enquadram nesta situação estão recebendo manutenções paliativas, até que o período de chuvas se encerre e seja possível começarmos sua reconstrução, por meio da segunda fase do Rodovida”, explica.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...